Blockchain: a revolução será digitalizada

A revista Bloomberg Markets é enfática: “é tudo sobre o blockchain”. Em uma extensa reportagem, a publicação afirma que a tecnologia que está por trás dos bitcoins virou o principal assunto entre os profissionais do mercado financeiro.

A matéria cita que, em junho deste ano, o Forum Econômico Mundial divulgou um white paper no qual assinala que “o protocolo blockchain ameaça desintermediar quase todos os processos financeiros”. O Banco da Inglaterra também disse no início do ano que o blockchain “é a primeira tentativa da Internet das finanças”, enquanto o Federal Reserve Bank de St. Louis, nos EUA, classificou a tecnologia como “uma tacada de gênio”.

A Santander InnoVentures, o fundo de investimento do banco espanhol para tecnologia financeira, estimou em um relatório divulgado também em junho que o blockchain poderia poupar US$ 20 bilhões dos credores por ano otimizando as transações de liquidação, processos regulatórios e os custos dos pagamentos internacionais.

A bolsa americana Nasdaq também lançou seu projeto que utiliza o blockchain para fazer transferência de ações de empresas de capital fechado. “O blockchain trará uma eficiência aos mercados financeiros que nunca vimos antes”, disse o CEO da Nasdaq, Bob Greifel.

Em abril, o banco suiço UBS dedicou desenvolvedores de seu escritório em Londres para trabalharem no código-fonte do blockchain com o intuito de entender como ele pode revolucionar o sistema de pagamentos, segurança cibernética e outras necessidades bancárias. A lista de bancos não para por aí. Barclays, Goldman Sachs, Citigroup, dentro outros estão estudando a tecnologia.

Os investimentos em start-ups que atuam no mercado de criptomoedas totalizaram cerca de US$ 400 milhões no primeiro semestre deste ano, cerca de quatro vezes mais daquilo que foi registrado no mesmo período do ano passado, de acordo com o site de notícias CoinDesk.

Que o blockchain veio para ficar, não resta dúvidas. A questão agora é saber como ele será integrado no sistema financeiro atual e em quanto isso isso vai acontecer.