Designers: Parem de reclamar dos “sobrinhos”. O problema é você.
Paulo Tenorio Filho
44378

Paulo, antes de mais nada parabéns pela trajetória pessoal e profissional. Não são muitos que tem a vontade de crescer como essa descrita no seu texto.

Tenho um grande porém em relação ao ponto central do seu texto. O entendimento do conceito “sobrinho”. Nunca ninguém se referiu aos “sobrinhos” reclamando da concorrência, mas sim da mentalidade dos prospects e clientes que não valorizam o trabalho do designer. O cara que adquire conhecimento, seja na prática ou no meio acadêmico, não é o “sobrinho”. “Sobrinho” é a mentalidade que, ainda bem, está sendo superada do decisor que não entende a importância estratégica da atuação do designer em toda a cadeia produtiva.

A meu ver os “sobrinhos” são sim um grande problema que nós designers temos que batalhar muito para superar, pois é uma mudança cultural necessária.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.