Introdução ao design

Olá! Seja bem vindo, vou fazer uma série de posts falando sobre teoria do design. Neste primeiro vamos saber o significado, pois muitos acham que design é desenho, photoshop, illustrator, sketch. Isso são apenas ferramentas. O design na minha opinião não é apenas o resultado mas sim a jornada.

O que é design?

- Design é a resolução de problemas por meio de um projeto, que gera soluções funcionais.

Explicando:

  • design é resolução de problemas… — Ok, essa parece fácil, um designer então resolve problemas. O tipo de problema vai depender da área em que o designer está inserido.
  • …por meio de um projeto…Projeto é um plano para realização de um ato, então já vemos aí que não é só fazer, antes tem que haver um planejamento para chegar ao resultado final.
  • …que gera soluções funcionais. — Um projeto de design tem que comunicar algo para as pessoas”, tem que ser prático, tem que ter um fim.

O que é design gráfico?

Bom, agora que sabemos o que é design, fica mais fácil definir o design gráfico.

- É resolver problemas com soluções gráficas, usando elementos visuais e princípios do design.

Ficou fácil de entender né? Se design no geral é resolução de problemas, então design gráfico é resolver problemas gráficos.

Áreas de atuação

Certo, o que pode fazer um design gráfico, em quê ele pode trabalhar ?

  • Anúncios (PDV)
  • Gestão de Marcas (Branding)
  • Web Design
  • Diagramador
  • TV / Motion graphics
  • Signage
  • Embalagens
  • Ilustrador
  • Social Media
  • Gráficas
  • Direção de Arte (envolve um pouco de tudo)
  • UI design
  • UX design

O bom e o mau design

Para diferenciarmos um bom design de um mau design, precisamos quebrar um pouco as coisas. Se você souber o que procurar, fica mais fácil identificar um bom design quando você vê-lo; ou talvez quando você não vê-lo.

Dieter Rams’ e os 10 princípios do “Bom Design”

Dieter Rams é um designer industrial alemão, associado com a empresa de produtos de consumo Braun.

De acordo com Vitsœ: No Final dos anos 70, Rams, consciente de que ele era um contribuidor significativo para o mundo, questionou-se sobre uma pergunta importante:

“É meu design, um bom design?”

Como bom design não pode ser medido de uma forma finita, ele começou a expressar os dez princípios mais importantes que ele considerava um bom design. (Às vezes, eles são referidos como os “Dez mandamentos”.) Aqui estão elas.

Links

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.