Pecado, Pecador e Priscilla Alcantara

[Porque minha mão que é curta pra ajudar o infeliz
Se estica pra julgar e lembrar o que a Bíblia diz
Será que é de Deus o crente orar assim:
“Que a lei seja sobre eles e a graça sobre mim”] Entrega — Daniela Araújo ft. Lito Atalaia

Antes de tudo, esse não vai ser um enorme “Não Julgueis”, pois eu, dentre muitas pessoas, acredito que julgar segundo a reta justiça de Deus ( A palavra) é bíblico, sem “achismos” ou está na Bíblia ou não está.

Dito isso, eu gostaria de analisar o caso da Priscilla Alcantara e da possível “gafe” teológica cometida que gerou rapidamente uma repercussão nas redes sociais.

Primeiramente vamos a origem da palavra pecado:

αμαρτανω / ἁμαρτάνω

Hamartano

amartano (a-mar-ta-no)

v.

  1. (corretamente) perder a marca (e, portanto, não compartilhar o prêmio)
  2. (figurativamente) errar
  3. (especialmente, moralmente) pecar

αμαρτωλος / ἁμαρτωλός

Hamartolos

hamartolos (a-mar-to-los)

adj.

  1. Que está em pecado / Que comete pecado

E o que a Bíblia nos diz o que é isso (1 João 3:3–9):

3 Todo aquele que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro.
4 Todo aquele que pratica o pecado transgride a Lei; de fato, o pecado é a transgressão da Lei.
5 Vocês sabem que ele se manifestou para tirar os nossos pecados, e nele não há pecado.
6 Todo aquele que nele permanece não está no pecado. Todo aquele que está no pecado não o viu nem o conheceu.
7 Filhinhos, não deixem que ninguém os engane. Aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo.
8 Aquele que pratica o pecado é do diabo, porque o diabo vem pecando desde o princípio. Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo.
9 Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado, porque é nascido de Deus.

Agora eu lhe pergunto, você é pecador?

Pois segundo João, se você é um pecador você é do Diabo, se você está na prática do pecado você não O viu e nem O conheceu ( A Cristo).

Então se Cristo nos purifica e nos lava de nossos pecados, como posso dizer que sou pecador ( que continuo na prática do pecado) se João afirma que ao fazer isso nós ainda não tivemos um encontro com Cristo?

2 capítulos antes, João nos diz isso (1 João 2:7–10):

7 Se, porém, andamos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.
8 Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.
9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.
10 Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

E agora João?

João acabou de nos dizer que se nós falarmos que não pecamos fazemos de Deus mentiroso ( ou somos mentirosos perante a Deus segundo algumas versões). Espera um pouco, não pecar, não fala nada sobre ser pecador.

Se pecar é uma ação e Pecador é quem vive na prática dessa ação, existe sim diferença nessas duas situações.
Eu posso fazer um bolo, mas não sou um confeiteiro.
Eu posso concertar um carro, mas não sou um mecânico.

Eu posso errar o alvo, posso transgredir A Lei, mas não sou alguém que vivo na prática dessa ação, mas cometo uma vez ou outra.

Mas onde tenho respaldo para afirmar isso(1 João 2:1–2)?

1 Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo.
2 Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo.

“SE” — Olha como é importante prestar a atenção nessa parte, está escrito SE e não QUANDO. 
Se porventura alguém pecar ou Caso alguém peque, temos um advogado, um intercessor junto ao Pai ( Deus) que nos livra a barra.

Então eu entendo que uma pessoa que não conheceu a Cristo, Cristo também não a conheceu, logo um pecador não teria acesso a esse advogado junto ao Pai para nos perdoar.

Bom, os capítulos ficaram bagunçados, mas vamos colocar em ordem e ver o que acontece.

Capítulo Primeiro: João diz que estamos no pecado, somos pecadores, mas ao confessarmos que pecamos, ele é fiel e justo para nos purificar e perdoar de nossos pecados, assim não estamos mais na condição de permanecer no pecado, ou seja, ser pecador
Capítulo Segundo: João nos deixa claro que não somos perfeitos e estamos sujeitos a pecar e caso isso aconteça Jesus intercede por nós junto ao Pai.

Capítulo Terceiro: João nos explica que tem uma diferença para quem é pecador e quem não é, quem está em pecado não conheceu a Cristo e eu acredito que você não pode conhecer e desconhecer a Cristo, quando você conhece é uma vez só.

Temos ainda um versículo em Romanos 3, vamos analisar ele (Romanos 3:9–28)

9 Que concluiremos então? Estamos em posição de vantagem? Não! Já demonstramos que tanto judeus quanto gentios estão debaixo do pecado.
10 Como está escrito: “Não há nenhum justo, nem um sequer;
11 não há ninguém que entenda, ninguém que busque a Deus.
12 Todos se desviaram, tornaram-se juntamente inúteis; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer”.
13 “Suas gargantas são um túmulo aberto; com suas línguas enganam”. “Veneno de serpentes está em seus lábios”.
14 “Suas bocas estão cheias de maldição e amargura”.
15 “Seus pés são ágeis para derramar sangue;
16 ruína e desgraça marcam os seus caminhos,
17 e não conhecem o caminho da paz”.
18 “Aos seus olhos é inútil temer a Deus”.
19 Sabemos que tudo o que a lei diz, o diz àqueles que estão debaixo dela, para que toda boca se cale e todo o mundo esteja sob o juízo de Deus.
20 Portanto, ninguém será declarado justo diante dele baseando-se na obediência à lei, pois é mediante a lei que nos tornamos plenamente conscientes do pecado.
21 Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas,
22 justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção,
23 pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus,
24 sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.
25 Deus o ofereceu como sacrifício para propiciação mediante a fé, pelo seu sangue, demonstrando a sua justiça. Em sua tolerância, havia deixado impunes os pecados anteriormente cometidos;
26 mas, no presente, demonstrou a sua justiça, a fim de ser justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.
27 Onde está, então, o motivo de vanglória? É excluído. Baseado em que princípio? No da obediência à lei? Não, mas no princípio da fé.
28 Pois sustentamos que o homem é justificado pela fé, independente da obediência à lei.

Nessa passagem, eu vejo Paulo confirmando exatamente as mesmas coisas que João disse anteriormente e na mesma ordem.
Ele explica que debaixo da Lei somos todos pecadores (transgressores da Lei, lembra?) e não há um JUSTO sequer debaixo da Lei, mas logo em seguida Jesus nos justifica e o que é ser justificado se não ser tornado justo?
Ele continua dizendo que Ele é Justo e Justificador, que nos justifica constantemente, ou seja sendo nosso intercessor como dito por João.
Somos assim justificados através da Graça mediante a Fé no sacrifício de Cristo por nós.
Entenda, nós não somos perfeitos e João e Paulo entenderam isso, entenderam que a gente iria precisar de Cristo para interceder quando a gente errar, mas entenderam também que a partir do momento que temos Fé no que Cristo fez por nós, ele muda a nossa natureza, antes pecadora para agora justificada por Cristo.

Tá, mas e 1 Timóteo 1:15? Temos que ler um pouco antes. (12–15)

12 Dou graças a Cristo Jesus, nosso Senhor, que me deu forças e me considerou fiel, designando-me para o ministério,
13 a mim que anteriormente fui blasfemo, perseguidor e insolente; mas alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância e na minha incredulidade;
14 contudo, a graça de nosso Senhor transbordou sobre mim, juntamente com a fé e o amor que estão em Cristo Jesus.
15 Esta afirmação é fiel e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior.
16 Mas, por isso mesmo alcancei misericórdia, para que em mim, o pior dos pecadores, Cristo Jesus demonstrasse toda a grandeza da sua paciência, usando-me como um exemplo para aqueles que nele haveriam de crer para a vida eterna.

Viu como fica claro que Paulo se usa como exemplo ao dizer que ele era o pior dos pecadores para dar ênfase na pessoa que Deus escolheu e que pode transformar para o seu ministério? Ele cita todas as coisas ruins que ele fez mas nós não vemos ele permanecendo no que ele fazia, ele se usa como exemplo para mostrar que Deus escolheu o pior dos pecadores ( assim ele se considerava) para transformar completamente e usar em seu ministério.

Para concluir sobre o que eu entendo como pecado e pecador, se você acredita já ter tido um encontro com Cristo, feche os olhos e ore, pode pedir a Deus para perdoar todos seus pecados, depois abra os olhos e diga: “Eu sou um pecador”, você teria coragem de pensar que Deus não perdoou todos seus pecados? Que você ainda permanece neles mesmo pedindo para Deus te perdoar e purificar?

Pense nisso.


Se você chegou até aqui, acredito que mesmo sem concordar, por qualquer motivo que seja, você pelos menos achou razoável esse pensamento. Agora eu lhe digo, por que essa revolta toda com a cantora Priscilla Alcantara?

Vou transcrever o que ela disse, as únicas partes que eu achei onde ela cometeu algum erro:

“O meu Pai é santo e perfeito, eu nasci para ser santo e perfeito, vocês são santos, vocês sãos perfeitos.”

Deus é Santo e perfeito, correto. Eu nasci para ser santo e perfeito, correto de novo, santo sim, mas perfeito só na Glória, esse corpo caído é incapaz de permanecer perfeito, pois temos falhas, sobre ser santo eu posso escrever algo sobre em outro artigo, mas lembre que:

“ Segui a paz com todos, e a santificação; sem a santificação ninguém verá o Senhor” (Hb 12.14).
“Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a impureza tanto da carne, como do espírito, aperfeiçoando a nossa santificação no temos de Deus” (2Co 7.1).
“Pois está escrito: Sede santos, porque eu sou santo” (1Pe 1.16).

Um pecador nunca seria santo e um santo não precisa ser perfeito.

Logo em seguida ela falou mais algumas coisas que eu concordo e então falou:

“Quando nós estamos em Cristo, nós temos nosso pecado retirado e nós nos tornamos de novo imagem e semelhança de um Deus que é perfeito”

Concordo que nós temos nosso pecado retirado, mas o que eu retorno a dizer é que em nossos corpos caídos, sujeito a falhas e tentações, não temos como ser perfeito, Adão era imagem e semelhança de Deus, antes de ter pecado, a partir do momento que ele pecou ele passou de alguém perfeito para alguém que poderia continuar pecando, e isso passou para toda sua descendência.

Agora o que me causa um pouco de indignação, porque todo esse alvoroço em cima dela? Ela cometeu alguns erros sim, mas quem nunca? Não estou aliviando o lado dela, ela não estava pregando, não estava passando uma mensagem, percorrendo a bíblia ou fazendo análises teológicas, ela estava ministrando o que havia aprendido e estava no seu coração, no calor do momento, na emoção ela pode simplesmente ter se expressado mal, nada de errado nisso. E mesmo que você não concorde com toda essa linha de pensamento aqui exposta, entende que o alvoroço não foi por ela ter cometido uma suposta “heresia” mas sim pelo fato dela ser uma jovem artista gospel e que teoricamente não sabe de nada ou é nova na fé?

Acredito que sem o Thalles Roberto as pessoas estavam precisando de alguém como saco de pancadas teológico, para poder dizer como o meio de artistas gospeis é falido e raso, onde se busca enriquecimento e nada mais.

Se fosse o Rev. Augustus Nicodemus, mesmo você discordando, você diria: “É, eu discordo disso, mas ele é um cara muito inteligente”. E eu sei disso porque é isso que ocorre, pois ele é calvinista e os arminianos amam, ele apoia o batismo de crianças e apesar de discordar ninguém fala sobre, ele é contra a obrigatoriedade do dízimo nos dias atuais e ninguém trata como heresia.

O que é necessário admitir é que essa reação foi sim exagerada, e de nada acrescenta, e nem se quer se deram ao luxo de pensar: “Será que ela está certa?” só pelo fato de ser uma jovem e artista.

Vamos ser mais humildes e nos questionar para só então questionar o próximo.

Que a Paz de Cristo seja com todos vocês.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Samuel “MMX”’s story.