ah, sim, sim.
Carol Btr
51

Com certeza. Eu não gosto lá muito de ficção (seja livros, filmes, etc…), mas sempre gostei de ler. O Medium tem sido uma benção por preencher esse espaço e ajudar a entender outras formas de pensar.

O que eu costumava encontrar em outros meios era muito parecido comigo mesmo, outros caras brancos e hétero, com todos os privilégios do mundo, e aqui tem outras vozes, gente que fala como é ser mulher, negro(a), LGBT, idoso, gordo, pai, mãe… e ver o mundo mais pelos olhos dessas pessoas mesmo do que pelo que eu acho que elas vêem.

Ajuda a não falar (muita) besteira, tanto nos comentários quanto na rua.

Like what you read? Give Samuel de Almeida a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.