Pedidos

Será que é pedir demais que você seja o que eu preciso?

Será que é pedir demais que você seja o cara que me acorde com um beijo no canto da boca e um sorriso enorme? Que seja o seu perfume a primeira coisas que eu sinta quando acordar e a última antes de dormir?

Será que é pedir demais o seu colo quando eu estiver triste? Seja por tpm ou pelo cansaço da rotina que nos esmaga. Que você seja a pessoa com quem eu durma no meio do filme que eu tava louca pra ver e também a pessoa com quem eu saia pra fritar na noitada?

Será que é pedir demais que você seja a pessoa com quem eu vá compartilhar todos os momentos felizes e comemorar todas as minhas vitórias? Que vai me ajudar a passar pelas crises? Que vai brigar junto comigo pra mudar o mundo? Que vai plantar flores na praça e colar poesias nos postes pra fazer outras pessoas tão felizes quanto nós?

É pedir demais que você fique e vá ficando até perder a vontade de ir embora? Até chegar o dia em que ir embora não seja mais preciso? Que pegue no meu pé pra eu ser mais organizada mesmo sendo muito bagunceiro? Que releve as minhas birras e teimosias?

É pedir demais que por ironia ou acaso você também se apaixone? Chega uma hora que o coração cansa de amar sozinho. Mesmo que só por gozação do destino, seria pedir demais que, no final do dia, seja no meu abraço que você queira estar? Porque as vezes a gente precisa deixar de ser dois no mundo em que os complementos não existem.

Será pedir demais que você seja o que eu preciso? Porque se for pedir demais, prefiro então que não sejas nada.