Um domingo qualquer

Divagando o término de um relacionamento


Pensava ser o termino o pior momento de um relacionamento. Sentir que a outra pessoa desistiu, não sentiu que o amor era recíproco, vários pensamentos passaram pela minha mente naquele momento.

O tempo vai passando e a dor vai diminuindo, talvez não a dor, mas as sensações que as lembranças das coisas boas trazem, a saudade de algo que não voltará jamais.

Parte de mim nunca quis que o relacionamento terminasse. Apesar de eu ama-la e querer ficar com ela, o que manteve o relacionamento não foi esse sentimento e sim querer que ela seja feliz. Talvez por esse sentimento a saudade seja tanta, pois se quero que ela seja feliz insistir em algo que não está dando certo para os dois lados seria nega-la a felicidade.

Agora uma parte da nossa natureza humana, não muito boa, a egoísta, começa a levantar diversos motivos para que a relação tenha terminado, procurando culpados e motivos, eles não existem. Foi bom? Sim, enquanto durou, mas acabou.

Quero a minha felicidade e a de quem estiver ao me lado. Esse vai ser o sentimento que levarei comigo.

Bem agora é seguir a vida e ser feliz.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.