sobre timing

Há quatro anos atrás, eu fiz as malas pela primeira vez. Coloquei alguns textos, algumas referências e um sonho: me encontrar.

Timing, é sobre isso que esse texto se trata do início ao fim. quando somos adolescentes, temos a dádiva de enxergar a vida como uma tela em branco. uma dádiva extremamente perigosa eu diria, pois, tanto brilho é capaz de ofuscar nossos olhos e fazer com que vejamos a vida de uma forma utópica e surrealista.

há quatro anos atrás, eu disse pra minha família que queria ir embora de casa, queria as ruas agitadas de são paulo, o trânsito caótico, ver arte nas ruas, viver de mc’Donalds, entrar no mackenzie e ser publicitária.Queria escrever pra algum lugar importante, queria mostrar meu trabalho. arranjar um estágio em uma editora conhecida ou uma agência de propaganda legal. “mas vai viver de quê?” disseram. “vai morar aonde?” “vai comer o quê?! não sabe cozinhar, é toda distraída” “publicidade? por que não faz algo que dê dinheiro?”

Fiz a inscrição pro vestibular escondido, com o dinheiro do meu trabalho, paguei o boleto. Mas nunca cheguei a fazer a prova.

Desfiz as malas e decidi ficar. Fiquei pela família, pelos amigos, pelo conforto e por um amor que não deu certo. Fiquei por medo de nunca arranjar um estágio, de não escrever bem. Fiquei por medo. Por insegurança.

timing…