Vou voltar porque te amo.

Cheguei respirei fundo e toda essa poluição entrou nos meus pulmões, abriu meu coração e pensei “aqui é minha casa, saudade de você SP”.

Andei pelas ruas, olhei pro céu e admirei toda essa selva de pedra e pensei “aqui é minha casa, saudade de você SP”.

Essa maluquice de morar nessa capital que só garoa, onde as pessoas têm pouco tempo, onde o trânsito é absurdo e o transporte público é lotado é a maluquice que faz parte de mim,por mais estranho que possa parecer, e a todos os que (sobre)vivem aqui sabem do que estou falando, a gente tem um tipo de ligação com isso daqui que não se explica.

E mais um dia eu digo “até breve”. Vou dormir na sacada ouvindo sua inquietude e sonhando com o dia que farei de você, novamente, meu lar.

O interior que me desculpe, mas SP tem meu coração.