TRATAMENTOS NATURAIS PARA FLUXO MENSTRUAL MUITO INTENSO

por Lara Briden

Saúde Hormonal
Jan 17, 2018 · 7 min read

Texto original em inglês disponível em: http://www.larabriden.com/natural-treatment-for-very-heavy-periods/

“Aqui vai uma história sobre menstruação abundante. São sete horas da noite de uma sexta-feira quando eu recebo uma ligação de minha paciente Karen em pânico. Ela está com um sangramento menstrual tão intenso que não consegue sair do banheiro. Ela estava no trabalho, mais cedo, quando ensopou três absorventes internos tamanho super em uma hora, e acabou arruinando o seu jeans favorito. Seu colega de trabalho teve que ajudá-la a pegar um táxi. Karen estava compreensivelmente assustada. Eu a encaminhei a uma clínica médica local para tratamento com o ácido tranexâmico, que irá reduzir seu sangramento.

Eu sei o que vai acontecer a seguir. Karen fará uma consulta com seu ginecologista, que irá dizer que suas únicas opções são a pílula, SIU Mirena, ou cirurgia. Karen sempre tentou usar tratamentos naturais. Ela nunca imaginou que ela iria acabar em uma situação como esta.

Mas há esperança. Tratamento natural pode funcionar para evitar fluxo menstrual excessivo, e funcionou para Karen. A chave para o sucesso é começar o tratamento natural cedo — assim que você notar sua menstruação ficando mais intensa, e antes que piore demais. Isto é verdade especialmente se você tiver mais de 40 anos, e se sua mãe ou irmãs mais velhas sofreram com fluxo menstrual muito intenso. Você sabe o que está por vir.

Imagem: Fabienne Rivory-Labokoff

Como se define um fluxo menstrual excessivo?

Uma menstruação normal gira em torno de até 80 ml (mililitros). Um absorvente descartável detém cerca de 5 ml. Um absorvente interno tamanho super detém 10 ml. Assim, 80 ml equivalem a 16 absorventes internos regulares completamente embebidos, ou 8 absorventes internos tamanho super completamente embebidos ao longo de todos os dias da menstruação.

Sangramento excessivo é muito, muito mais do que 80 ml. Algumas mulheres relatam que perdem até 500 ml (2 copos) de sangue. Assustador. Como vimos no caso de Karen, isso significa roupa encharcada de sangue. Significa séria deficiência de ferro, e às vezes uma viagem ao hospital.

Fluxos menstruais excessivos podem ocorrer em qualquer idade, mas eles são mais comuns em adolescentes jovens e mulheres na perimenopausa. Para ambos os grupos etários, o sangramento intenso é geralmente o resultado estrogênio em excesso (o que espessa o revestimento uterino), e pouca progesterona (a qual reduz o revestimento uterino).

Tratamentos naturais para fluxo menstrual excessivo de adolescentes

Fluxo menstrual intenso é uma coisa temporária para os adolescentes. Eles acontecem porque os receptores de estrogênio são bastante sensíveis para os dois primeiros anos de menstruação. À medida que os receptores de estrogênio tornam-se menos sensíveis ao longo do tempo, o fluxo menstrual irá tornar-se mais leve. A menstruação também reduz quando as meninas começam a ovular com mais regularidade, e produzir mais progesterona.

Aqui estão algumas maneiras simples de reduzir o fluxo menstrual excessivo em adolescentes:

1. Anti-inflamatórios convencionais como o ibuprofeno bloqueiam as prostaglandinas e reduzem o fluxo menstrual pela metade. Eu aprendi este tratamento simples com a endocrinologista canadense Jerilynn Prior, e funciona bem. A dose recomendada é de 200mg a cada 6 horas durante o primeiro ou os dois primeiros dias da menstruação. O ibuprofeno não é um tratamento natural, mas, na minha opinião, é uma solução muito sensível e prática. Dois dias de ibuprofeno por mês é muito, muito preferível à pílula (que é a solução médica padrão para essas meninas). [NT: Não utilize nenhum medicamento sem orientação médica.] 2. A cúrcuma*, anti-inflamatório natural, também ajuda a reduzir o sangramento. Consuma todos os dias ao longo do mês. 3. Evitar produtos de leite de vaca para reduzir a inflamação e reduzir o fluxo. Uma alimentação livre de laticínios realmente funciona para algumas meninas, mas pode demorar de 2–3 meses para obter o benefício completo. Leite tipo A2 (como de vacas Jersey, leite de cabra e ovelha) são geralmente ok. Por favor, veja meu post: What Dairy Does to Periods. 4. Suplementar ferro. Fluxo menstrual intenso causa a deficiência de ferro e deficiência de ferro piora os fluxos menstruais. É essencial suplementar. Use um suplemento de boa qualidade de ferro aminoquelado (como ferro bisglicinato). A dose é de 15–50 mg e é melhor tomar após o jantar. [NT: Novamente, recomendamos solicitar a orientação de um médico ou nutricionista.]

Tratamentos naturais para reduzir o fluxo menstrual excessivo na perimenopausa

O fluxo menstrual excessivo na perimenopausa é mais grave do que na adolescência. Sem tratamento, podem tornar-se mais e mais intensos com a aproximação da menopausa.

Tratamentos naturais para reduzir fluxo menstrual intenso na perimenopausa incluem todos os tratamentos acima.

• Ibuprofeno • Cúrcuma • Dieta livre de laticínios • Ferro

Além disso, o seguinte:

1. Obter diagnóstico médico. Sangramento excessivo é geralmente causado por desequilíbrio hormonal, mas o seu médico precisa descartar os problemas mais graves, como a endometriose, distúrbios de coagulação do sangue, pólipos uterinos, infecção, adenomiose e miomas. Os miomas são tumores benignos na parede muscular do útero. Eles são comuns durante a perimenopausa, e muitas vezes ocorrem em mulheres que também relatam sangramento muito intenso. Apenas raramente (menos de 25 por cento das vezes) os miomas são a causa real do sangramento. 2. Identificar e tratar doenças da tiróide. A tireóide sub-ativa, como a doença tireoidiana autoimune de Hashimoto, pode causar ou piorar fluxos intensos. Por favor, veja meu post: When Heavy Periods Are a Thyroid Problem. 3. Melhorar a desintoxicação de estrogênio. O estrogênio é normalmente eliminado através de seu fígado e intestino. Para manter esses órgãos saudáveis, você deveria reduzir o álcool e evitar antibióticos que danificam suas bactérias intestinais. Bactérias intestinais desempenham um papel importante na metabolização e eliminação do estrogênio, e você pode notar períodos mais intensos logo após uma perturbação das bactérias intestinais por antibióticos. Você pode ainda melhorar a desintoxicação de estrogênio com vitamina B6, e 200 mg do suplemento DIM (diindolilmetano), que é extraído do brócolis. 4. Comer fitoestrógenos. Fitoestrogênios como nozes, soja e sementes de linhaça podem tornar seu fluxo menstrual mais leve. Os fitoestrógenos competem com estrógenos endógenos mais fortes e, portanto, reduzem a estimulação estrogênica do revestimento uterino. 5. Obter iodo suficiente. Como discuti no meu post sobre iodo, ele regula os receptores de estrógeno nas mamas e útero, e reduz a espessura do revestimento uterino. 6. Manter a insulina baixa. As mulheres que estão acima do peso ou que têm resistência à insulina são mais propensas a sofrer com fluxo menstrual intenso. Isso ocorre porque a insulina é um hormônio do crescimento e engrossa o revestimento uterino. A resistência à insulina também causa obesidade, que causa altos níveis de um estrogênio chamado estrona (produzida pela gordura corporal). A melhor maneira de melhorar a sensibilidade à insulina é cortar o açúcar, e suplementar magnésio e berberina. Por favor, veja meu post sobre resistência à insulina. 7. Progesterona natural. O tratamento médico padrão para fluxo abundante é baseado em progestinas sintéticas, tais como medroxiprogesterona ou levonorgestrel (SIU Mirena) (conforme parágrafos abaixo). A progesterona natural pode ser uma alternativa viável às progestinas sintéticas. Ela reduz a espessura do revestimento uterino tão bem quanto outras progestinas, porém tem muito menos efeitos colaterais. A progesterona natural pode ser usada como um creme tópico, mas a maioria das mulheres precisaria de uma dose mais alta de cápsula de progesterona, o que requer uma receita médica. Por favor, veja o Doctor’s Guide for Managing Menorrhagia da Dra Jerilynn Prior.

Tratamentos convencionais (não naturais) para fluxo menstrual excessivo

Histerectomia (remoção cirúrgica do útero) tem sido o tratamento médico padrão para sangramento intenso durante muitas décadas. Ainda é necessário para algumas mulheres, mas eu encorajo minhas pacientes a manter seu útero, se possível. Histerectomia dobra o risco de longo prazo para prolapso vaginal e incontinência urinária. Ela também pode reduzir a resposta sexual e a capacidade de ter um orgasmo. Entretanto, se a histerectomia melhorar os sintomas ginecológicos subjacentes como dor, então ela pode ter como resultado final melhorar a função sexual.

SIU liberador de progestina (Mirena) pode diminuir o fluxo menstrual em cerca de 90%. O Mirena oferece uma dose muito pequena da progestina sintética levonorgestrel diretamente no revestimento do útero. Um pouco desse hormônio sintético entra na corrente sangüínea, mas a dose é em torno de um décimo em comparação com a maioria das pílulas anticoncepcionais. O Mirena pode causar acne ou depressão. Para mais informações sobre Mirena, consulte o post The Pros and Cons of the Hormonal IUD.

Ablação endometrial é a raspagem cirúrgica ou destruição do revestimento do útero. É eficaz, mas 22 por cento das mulheres precisam repetir o procedimento, e 20 por cento sofrem com dor pélvica de longo prazo.

Eu menciono estes tratamentos médicos só porque eu sei que eles são às vezes necessários, apesar de todos os seus melhores esforços. Recorrer a um tratamento médico não é um fracasso da sua parte. Ninguém pode ser forçada a suportar fluxo menstrual excessivo por muito tempo. Mas ainda vale a pena tentar tratamentos naturais em primeiro lugar, porque eles podem funcionar. O tratamento natural ainda tem outra vantagem: ele corrige o desequilíbrio hormonal subjacente, o que trará benefícios mais amplos para a saúde, incluindo a prevenção do câncer de mama.”

*açafrão da terra

Tradução: Nathalia Lira

Adaptação: Monique Z. Roloff

11

11 claps
Saúde Hormonal

Written by

textos traduzidos em português sobre saúde hormonal feminina