O que esperam de mim

Diariamente “ouço” conselhos, comentários e sugestões. Algumas dessas palavras atravessam meus ouvidos e nem ao menos as absorvo. São coisas demais que eu deveria mudar e não posso. Ou não quero. Mas o ser humano é assim, sempre dando palpite e achando que sabe o que é o melhor para o outro. Acho que você deveria emagrecer um pouco, deveria estudar mais, arranjar um namorado, sair mais, falar mais com as pessoas. Você deveria, poderia, deveria, deveria, deveria…

Isso, vindo de gente que acha que te conhece, que pensa que sabe de tudo e pode decidir o que é mais certo pra SUA vida.

Porque as pessoas esperam algo de nós. Eles esperam entrar no facebook e ver você fora de forma, distante do padrão insensível que a sociedade coloca. Esperam lhe ver mal, pior do que eles. No fundo, isso faz todo mundo se sentir melhor consigo mesmo, porque pelo menos eu tô melhor que fulano.

Esperam que uma mulher seja mãe, case, saiba cozinhar. Ela só será feliz e completa quando chegar ter o grande amor da sua vida e cumprir sua missão biológica. Esperam que os estudantes de 17 anos decidam suas vidas, estejam prontos para o mundo e sejam maduros. Esperam que idosos não façam mais nada, não se divirtam, não mexam em celulares, não tenham energia. Esperam que sejamos certinhos e se surpreendem quando descobrem que, bem, nós cometemos erros. Expectativas são colocadas em nós de forma injusta e cruel. E muitas vezes, isso vem de pessoas que dão palpite demais e acabam esquecendo-se de viverem SUAS vidas. E eles não se dão conta que somos nós que estamos no volante

Por isso, o que eles esperam é problema deles.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.