Elas não são simplesmente animeiras, mas são simplesmente animadas.

Eu me lembro de como era tão complicado para mim fazer amizades com garotas e mulheres em público, isso até quase dez anos atrás, quando fui a um evento de anime que se chamava Japanime (esse evento já foi extinto).

Nesse evento, conheci um pessoal super bacana e descolado, incluindo alguém que, com o tempo, veio a ser uma grande e ótima amiga: Marihá Castro (Mari), conhecida também como a organizadora do evento Anime Fest (outro que, por sinal, já não está mais acontecendo).

Tudo começou de forma bastante mera, pura e simples: ela e eu jogamos Magic: The Gathering (jogo de cartas colecionáveis), e, nesse evento (Japanime), havia três grupos de animeiros aglomerados: os que estavam jogando Magic: The Gathering, os que estavam jogando arcade (fliperama) e os que estavam na condição de amigos de alguém de um dos outros dois grupos.

A Marihá, que ainda não me conhecia veio me perguntar se eu queria comprar ou trocar cartas, eu então respondi que sim, ela e eu conversamos por um tempo em público e eu peguei o contato dela.

Nem parece que isso foi em 2008: eu me lembro como se fosse de ontem mesmo.

Em 2010, em uma edição do próprio Anime Fest, apareceu a Hairan Zuchelli (H-Sama), cosmaker que trabalha nos eventos de anime, e que, às vezes, é cosplayer ou jurada dos cosplayers.

Ela me abordou, dizendo que adorou meu cosplay, que era de Tex Willer (personagem das histórias em quadrinhos italianas, representando o faroeste, eu até criei um herói em homenagem a ele, mas isso não vem ao caso agora).

Também peguei o contato dela, e, igualmente, tornou-se uma grande e ótima amiga com o tempo.

A Marihá e Hairan têm sido tão legais comigo desde o começo que acabei prestando determinadas homenagens a elas em meus quadrinhos e livros (duas dessas homenagens, por sinal, serão em obras que estão em pré-produção e não sairão por enquanto).

Em ambas as últimas homenagens, decidi por bem incluir a Anne Castro, irmã da Marihá e que também é dos eventos de anime.

Já tinha lido no perfil do Facebook da Marihá que ela possui uma irmã chamada Anne e a Marihá mesma me contou alguma coisa sobre ela, só que eu não adicionei de imediato (fiz isso após eu postar no mural da Marihá um desenho dela com a Hairan (e, obviamente, ainda postei no mural da Hairan), pelo que a Anne visualizou a postagem e a curtiu).

A Anne e eu somos amigos desde 2014, e, no ano passado (ou seja, em 2016), desenhei as três juntas, elas simplesmente adoraram a lembrança (até sugeri a Hairan e Anne se conectarem e deu certo, eu também já tinha falado sobre a Anne com a Hairan uma vez em uma determinada conversa através de mensagem instantânea).

Agora, já estou pré-produzindo e divulgando o livro Os Rodrigues e os Rocha — Duas Famílias Fora do Normal (dezembro de 2017) e a edição especial Arigatô aos Amigos do Universo — Um Evento para Lá de Desanimado! (abril de 2018).

No livro (que é sobre duas famílias que são melhores amigos desde que se conhecem, e, juntas, aprontarão as maiores confusões e encrencas), o Anime Fest aparacerá em um arco de história somente (onde ambas as famílias principais e uma terceira irão a um evento de anime pela primeira vez, pelo que aparecerá um imprestável e perigoso fugitivo da polícia nele enquanto uma atriz e cantora se apresenta (sendo os dois criações minhas)), não tendo as três como coestrelas (mas elas irão recepcionar as famílias “pessoalmente”).

Já na edição especial, elas serão realmente as coestrelas: a história será sobre uma edição especial do evento Anime Fest em Niponeia (planeta onde a equipe de patrulheiros espaciais os Amigos do Universo (criação minha) estão encalhados após seu veículo de atividade, o Cruzador Cósmico ter feito uma aterrissagem forçada).

Na narrativa, bandidos espaciais aparecem para estragar o evento, e, em uma decisão conjunta, Marihá, Hairan e Anne chamam os Amigos do Universo para ajudar, só que há um probleminha: os bandidos se misturam aos cosplayers.

E bem, sabem que continuarei me lembrando da Marihá e Hairan como as primeiras animeiras que procuraram minha amizade sem eu falar com elas antes e sem ser só para poder constar.

Certamente que existem muitas outras animeiras tão fraternas, humildes e gentis, mas essas três entraram para a história (para a minha história).

Por enquanto, isso é tudo, a próxima postagem será de outro assunto, fiquem de olho e não percam.

Divulgação da edição especial Arigatô aos Amigos do Universo — Um Evento para Lá de Desanimado! (abril de 2018).