O sucesso é importante? E até que ponto?

Eu conversava no Messenger com uma amiga minha (também quadrinista), ela tinha me dito por e-mail que não é figura pública, já que não expõe sua vida pessoal publicamente. Eu então expliquei a ela que Ziraldo também não expõe a dele, mas que é figura pública do mesmo jeito e ela acabou me dando razão. Até porque, eu disse a ela que se jogar o nome dela lá na Pesquisa do Google, aparecem as pesquisas relacionadas, sendo que já começa aparecendo a sugestão de como completar o nome dela após começar a digitá-lo por sinal. Eu agora também disse a ela que outra amiga minha e conterrânea dela (ainda quadrinista) não a conhece, só que elas têm uma amiga em comum e acabarão se encontrando em algum evento.

Isso me lembra que um amigo e conterrâneo meu (também quadrinista e romancista) me disse para não ficar mais preocupado em ser famoso, eu percebi que ele está certo e assim ficou. Também me lembra que uma amiga e conterrânea minha e dele (ainda quadrinista) me disse que os haters não odeiam ninguém só por terem determinada característica e propriedade bem diferente (no caso, ela leu uma charge minha, onde um garoto com síndrome de Asperger pergunta à tia porque tem gente que odeia quem tem a síndrome em questão, ela então diz a ela que é porque essa gente é doente), que odeiam em massa mesmo. Ela própria me disse que, no caso dela, como não é conhecida, não tem lovers ou haters.

A propósito: meu odontologista me chamou de figura pública… até que ele, tecnicamente falando, está correto: meu nome aparece bastante lá na Pesquisa Google; e; até mesmo, tem as pesquisas relacionadas, mas eu não me orgulho disso (aliás, também não me envergonho, por de certo) e ponto final!