As quatro incomensuráveis

Cultivo de virtudes em tempos de quarentena

"O que é aquilo que, quando você tem, faz com que possua também todas as outras virtudes? É a compaixão." Buda

Eu ouvi sobre as quatro atitudes incomensuráveis assim que me aproximei do budismo. Confesso que durante um bom tempo, incrivelmente, rolou uma certa dificuldade de memorização dessas atitudes. Talvez seja culpa das peças que a idade já me aplica. Mas a teoria mais provável é a de que me sentia muito familiarizado com elas, já bastante ciente daquele blábláblá espiritualizado de sempre.

Amor, compaixão, alegria e equanimidade — simples. Vai lá, é só exercer. Certeza que aquele sorriso do budinha da estátua foi ao me ver todo embananado. E foi assim, com enorme dificuldade de viabilizar o que me soava óbvio que desenhei um compromisso de tomar essas atitudes como referências de uma vida, ainda pouco ciente do grande desafio que seria.

Compaixão | Compassion | Karuna. © Todos os direitos reservados. Rafael Secim. 2020.

Compaixão Essencialmente é o desejo de que os
outros superem suas dificuldades e possam melhorar.

Lama Padma Samtem

Mas hoje, após uma breve caminhada estudando o tema, entendo um pouco mais o que me limita. Eu sempre espiritualizei demais essa coisa de praticar o bem e sei que esse carma vem da minha infância cristã. Inclusive, encontrava a mesma dificuldade de memorizar os frutos do espírito que São Paulo enumerou em Gálatas. Lá, era mais justificável o esquecimento, pois eram nove. Nove! Amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.

Confesso que a figura de fruto do espírito de Paulo atrapalhou porque reunía muitas causalidades interdependentes: não bastasse uma semente divina, eu ainda precisaria disponibilizar solo minimamente fértil, sol e água (todos esses invisíveis, metafóricos e bastante difíceis de aferir).

Equanimidade | Equanimity | Upekkha. © Todos os direitos reservados. Rafael Secim. 2020.

Equanimidade Trata-se de perceber a
flutuação de alegria e tristeza da vida.

Lama Padma Samtem

No fim das contas, a verdade é que as quatro atitudes incomensuráveis e os nove frutos do espírito são sínteses de uma mesma essência. A diferença é que, pra mim, o processo se tornou consistente com o entendimento do termo cultivo. Cultivo no sentido de pôr em prática, de exercitar, de ousar agir dentro dos limites das incomensuráveis. Com um certo ineditismo, me vi desafiado a agir sem estar pronto e, na maioria das vezes, a contragosto.

Amor | Love | Metta. © Todos os direitos reservados. Rafael Secim. 2020.

Amor É o desejo de que o outro seja completamente feliz.
Lama Padma Samtem

Em dias estranhos como estes de quarentena, uma nova etapa desse cultivo já tá ativada e pronta pra me dar vários pescotapas. O repertório de coisas irritantes é infindável e eu poderia guardar pra mim. Mas não, preciso dividir, mesmo que isso irrite você também. Na minha cabeça, inclusive, a irritação tem estatura, cor, feições, tom de voz — tudinho. Está revestida por uma bandeira verde amarela, porta algum carro desses truculentos, equipados com um sistema de som que toca sabemos muito bem o quê. E está, neste momento, rodando pelas ruas destilando saliva e ódio e proferindo opiniões pessoalíssimas que são incapazes de abarcar a realidade como um todo.

Alegria | Joy | Mudita. © Todos os direitos reservados. Rafael Secim. 2020.

Alegria É a capacidade de se contagiar pelas alegrias e vitórias dos outros, pequenas ou grandes. Poderoso antídoto contra a inveja.
Lama Padma Samtem

Cultivar as incomensuráveis, aqui, só será possível 1. se eu enxergar que minha vida inclui tudo e todos 2. se eu agir de forma inversa aos que impõem tantas ameaças 3. se eu entender que eu sofro ou me alegro com as atitudes de outro ser que eu mal conheço devido à interdependência entre nós. Ao ver pessoas enfrentando forças de segurança, fazendo buzinaço em frente a hospitais e outras bizarrices, eu tento, juro que tento, compreender que estão ansiosas por retomar suas rotinas e reaver seus prejuízos.

Ainda mais forte, é a compreensão de que estão presas a um individualismo doentio que as impede de compreender causa e efeito. A conta não tarda e não falha quando, coletivamente, nos negamos a praticar o mundo através da lente das incomensuráveis.

"Se você temperar o coração com amor e bondade e prepará-lo como um solo fértil e então plantar a semente da compaixão, ela florescerá grandemente." Kamalashila

Por fim, tento também compreender porque amor, bondade, compaixão e equanimidade parecem ser os mecanismos que indicam uma saída para a crise instalada. Não seria possível exercer as quatro ignorando a natural e compulsória conexão com o próximo, com o todo. Nossas próximas experiências — estilo de vida, hábitos de consumo, modelos de negócio, culturas corporativas — precisam dessa perspectiva para serem bem sucedidas. Nunca estaremos sozinhos novamente.