República grampeada

Só observando essa farra

Parece brincadeira de polícia e ladrão. É lembra quando você era criança? Nunca brincou de polícia e ladrão? Para você que brincava, qual você gostava de ser? Seja sincero. Cara, independente do que você respondeu a coisa está tão séria que não me resta é dar risada de tudo, sabe porquê? Não por não estar nem aí para a porra toda, muito pelo contrário. Porque se eu levar a sério ou ficar muito preocupado com tudo isso, é bem capaz de enlouquecer, é tão grave, é tão vergonhoso, é tão nojento que não tem mais o que pensar. Os istas da vida, os tais especialistas ficam bolando mil teorias mirabolantes para qual seria a linha sucessória da presidência da República. E nós achando que a bomba estava com a Odebrecht, ledo engano, a sujeira está por todos os lados, a coisa ficou bem mais escancarada com o Joesley “safadão” que papelão heim, entendedores, entenderão a referência, sabe o que eu acho? Deveria era botar fogo em tudo, mentira, é brincadeira, no fundo, no fundo eu acho bem isso mesmo, mas como vivemos em uma dita “democracia” então as coisas não devem e nem podem ser resolvidas a ferro e fogo. O povo deve trabalhar a linha da resiliência, mas olha vou te falar, haja resiliência, benevolência, paciência e tantas outras encias para digerir tantos caras de pau e tamanha corrupção e tal.

Já deu né

Os amiguinhos do facebook estão de parabéns, tem uns que não estão entendendo nada, já outros que parecem entender vem com a lição de moral e gritam, vejam: O povo tem que olhar as pequenas coisas que fazem no dia a dia, porque furar a fila também é corrupção. É sério? Me respeita, cara é assim, eu concordo com esse blá blá e até já postei isso, mas chegamos num ponto que ficar batendo nessa tecla, fazendo a linha pacificadores do século 21, já deu né. O tratamento e as atitudes têm que ser mais intensas e relevantes, como um tratamento de choque daqueles que fazem você se arrepender profundamente de ter colocado o dedo na tomada. A preguiça por ver mais do mesmo já tomou conta, agora já não tem mais vermelho e azul, aliás até tem uns alienados, mas acabou a tal polarização que sucumbiu ao fracasso porque se você parar para pensar não tem lógica mais. Os vermelhos clamavam que era golpe e até foi golpe, mas não tinha mais cabimento a Dilma ficar e os azuis falavam que o Aécio seria a salvação, cadê o seu Deus agora? Fora que eles todos falavam que era perseguição e não sei o que mais e que a mídia era golpista, se eu não me engano quem soltou a bomba exclusiva foi o maior veículo de comunicação do país, uma tal de Rede Globo. Entendam, são todos farinha do mesmo saco e você aí defendendo seu político de estimação, pare, apenas pare e reflita porque está feio demais.

Os parças Temer Vampiro e Joesley Safadão

Os caras julgam se os mais espertos e acima do bem e do mal, mas me desculpem, sério, a operação Lava Jato aí pegando fogo e os caras conseguem ser gravados, tipo, imagina que alguém iria ousar gravar o presidente da república? Ou o reizinho de Minas se iludiu pela camaradagem dos Batistas, parafraseando um grande intérprete da música popular brasileira “sabe de nada inocente” Washington, Cumpadi (2017), é ridículo. É amigo, quando a balança pesa pra um lado só, salve se quem puder. Os espertos nesse jogo todo foram os Batistas que vão sair como os caras que entregaram tudo, ferraram com a porra toda e justificaram a corrupção pela vontade de “empreender”, nossa que bonzinhos heim, não obrigado, mas eu passo. A JBS só valorizou com esse estardalhaço todo, chega a ser irônico, mas ninguém está falando disso, só porque jogaram a merda toda no ventilador, não vão ter consequências? Afinal, eles pagavam e são tão corruptos quanto todos os envolvidos. Eu acho engraçado agora ouvir aquela frase que um monte de gente gosta de postar nas redes sociais, “devolvam aos índios”; acredito eu, do fundo do meu coração que do jeito que está, nem os pobres índios iriam querer de volta, a sujeira é tanta que teria que fazer o seguinte, passa uma mão de tinta, repara uns defeitos aqui e ali e devolve, como você faz quando tem que devolver um imóvel ao seu inquilino, no caso só uma mão de tinta e reparos não conseguiriam disfarçar o estrago, a putaria foi muito grande.

Vai Brasil

Enfim, como diz um ditado em inglês “back to the basics”, literalmente falando é de volta ao básico e é bem isso o que deveria acontecer, eu não sou nenhum exemplo de cidadão, não sou nenhum cientista político, sou apenas uma pessoa preocupada com o presente e o futuro do meu país e que de curioso mete o bedelho e dá uns pitacos naquilo que acredita e acha que poderia ser o melhor caminho. A receita é a mesma de sempre, temos que olhar com mais atenção para a educação, você não tem noção quanta diferença faria se tivéssemos um país com uma educação de verdade e de qualidade, não essas estatísticas para mostrar pra ONU que o país reduziu a taxa de analfabetismo, isso é balela, basta olhar as redes sociais, falta muita interpretação de tudo, são todos muito rasos e superficiais, só sabem esbravejar e humilhar sem saber muitas vezes o porquê, galera estamos no século 21, somos um país jovem e tal, mas precisamos de um chacoalhão e mudanças realmente profundas e verdadeiras. Não basta reformar, criar inúmeras teorias, ficar elaborando propostas e etc, já chega dessa procrastinação sem limites que o Brasil vive. Grampeiem quem tem que grampear, delatem quem tem que ser delatado, mas passem o país a limpo de uma vez por todas porquê do jeito que está não dá mais, não existe espaço para tal, chegamos realmente ao fundo do poço. Ficar gritando petralha maldito, comunista, coxinha, mídia golpista e tantos outros adjetivos também não vai adiantar nada, o que se deveria fazer é repensar, mudar e refazer a política dessa república grampeada.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.