ERA PRA SER EU

“macrophotography of cracked glass screen” by Jilbert Ebrahimi on Unsplash

Era pra ser eu ali sentado ao seu lado no restaurante.
Era pra ser eu segurando a sua mão durante a festa da sua família.
Era pra ser eu viajando com você e ouvindo nossas músicas no último volume.
Era pra ser eu cuidando de você quando estivesse bêbado demais.
Era pra ser eu desejando feliz aniversário pra você com uma foto publicada nas redes sociais.
Era pra ser eu usando uma aliança com o seu nome escrito dentro.
Eu fiquei sabendo que você estava namorando alguém. Eu vi as fotos.
E foi muito doloroso pra mim. Eu não quis aceitar. Não quis superar você.
Eu já tinha imaginado todas as coisas que poderíamos ter. Tudo o que poderíamos construir juntos.
Eu senti ciúme de você. Senti inveja dele. 
Eu queria você pra mim. Eu queria que ele não existisse. Que não ocupasse o lugar que era pra ser meu.
Talvez, no final das contas, eu seja só um imaturo que acha que tudo tem que ser do jeito que eu quero. Que não consegue ver você feliz com outra pessoa. 
Eu queria que suas risadas fossem por causa das minhas bobeiras. Que seus suspiros fossem por causa dos textos que escrevi pra você. 
Eu espero que ele nunca magoe você. Espero que ele sempre olhe nos seus olhos quando for falar com você. Desejo que ele mantenha seu coração protegido. Que ele seja sempre o seu abrigo. Que nunca minta pra você. 
Já que a vida não nos permitiu ficar juntos, desejo que você encontre nele a paz que tanto busca. A força que ainda não tem. A coragem para crescer e se jogar de cabeça em um relacionamento. A confiança que precisa para se entregar. O apoio para se libertar de vez daquilo que tem medo.
Era pra ser eu. Mas hoje não é. Provavelmente nunca seja. Mas um dia foi. Eu sei. E é nessa lembrança de felicidade que eu insisto em não desgrudar. Mesmo que agora ela só me destrua.