Será que a Bel Pesce aprendeu mesmo a lição?
Bru Paese
1.4K225

Interessante as colocações. Eu havia percebido boa parte do que está descrito… Vivi na Grande São Francisco e posso dizer é super-fácil fantasiar a respeito. Existe muito romancismo descrito pelos que também vivem ou viveram por lá — coisa que a realidade passa longe.

Ainda assim, para mim, foram ricas oportunidades de conviver com pessoas ilustres e comuns. Em 2010, conheci o Bill Gates durante um evento na UC Berkeley e tive a oportunidade de trocar 5 minutos de conversa com ele. Ele foi falar no auditório da universidade sobre a sua Fundação Bill & Melinda Gates. Deste encontro, infelizmente, saí apenas com o registro do ticket, algumas fotos do palco onde Gates falava, e a memória do bate-papo. A câmera estava no bolso e não tive a atitude de usá-la.

Não desperdicei a oportunidade em outro encontro com outro grande precursor da era digital: Wozniak. https://flic.kr/p/Lv5Dx3

Registro, entretanto, que foi muito mais importante para mim conhecer as pessoas comuns, o "país" California e suas grandes diferenças culturais em relação à cultura comum do desperdício dos demais estados americanos. O esforço regional por consumir menos e produtos mais saudáveis… O professor de técnicas de Negociação para empresas que vendia ovos para esquimó e ficou milionário com isso, os colegas "ilustres comuns" que estavam lá comigo para aprender e também desenvolver-se, alguns vizinhos e tantas pessoas "regulares" que conheci. Esta experiência foi — de fato-impagável.

Hoje, ajudo, efetivamente, as empresas a acontecerem aqui mesmo no Brasil, seja como empreendedor, seja como consultor, seja como organizador da Missão Vale do Silício (anualmente desde 2008), seja como Investidor-Anjo — tudo sem alarde.

PS: Percebi um pequeno deslize no português e te peço licença para mencioná-lo: "ensinando outras pessoas a ficarem rica". Não seriam "ricas"?

Até+

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Sergio Menezes’s story.