Sérgio, vamos lá. As pessoas misturam muito, mesmo, estes conceitos.
Pedro Doria
72

Acho que você não está entendendo o que eu quero dizer, Pedro. Eu sei perfeitamente que liberalismo não é de esquerda ou direita. O que eu estou dizendo que está errado é você dizer que o movimento abolicionista foi de esquerda, não foi, foi um movimento liberal. Portanto não estou discutindo se liberalismo é de esquerda ou direita, estou dizendo que o abolicionismo foi um movimento liberal — logo não foi de esquerda (como tu diz no texto), nem de direita.

Agora você está dizendo que na época o movimento liberal era considerado de esquerda, ok, mas hoje não é mais, logo não é um movimento de esquerda (não como entendemos a esquerda hoje). Hoje o movimento liberal está mais próximo da direita, justamente porque hoje ser “oposição” (o que de fato significava “esquerda” na época) é pensar em redução de Estado.

E um adendo: dizer que a esquerda prega liberdades sociais é esquecer que a esquerda é contra diversas liberdades sociais, como a posse de armas. A esquerda é a favor de algumas bandeiras de liberdade social, e olhe lá, pois por exemplo é a favor da liberação da maconha, mas desde que ela seja controlada pelo Estado (e a liberdade social?) Liberdade é liberdade. Hoje tanto esquerda quanto direita são completamente estatistas, só que em pontos diferentes.

Like what you read? Give Sérgio Schüler a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.