Que país é esse?
Marcio Sales Saraiva
62

Muito interessante a análise! Me parece também ser ruim ignorar as manifestações deixando-as para esses setores de direita ao seu bel prazer.

É importante que setores progressistas marquem presença, indo às manifestações para que, além da presença, mostrem que estão participando da luta e que há caminhos progressistas, (que tal social-progressistas, para nos referirmos à essa tentativa de oxigenação de esquerdas como chegamos a discutir em outra publicação sua? Fica a sugestão) ajudando a criar na população descontente a noção de distanciamento desta para com a velha esquerda, já pesada, institucionalizada e totalmente descaracterizada, desmoralizada. Trazendo a confiança desta população.

Ir às ruas, acredito eu, poderá ajudar também a desmistificar as deturpações e mentiras que estão sendo grotescamente manipuladas pelos setores corruptos e ultraconservadores. É como nas estratégias durante o processo eleitoral: compartilhar e discutir pautas para avançar e impedir, democraticamente, o avanço dos outros!

Like what you read? Give Sergio Maurício a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.