areia mágica

quiseste tocar meu rosto
quiseste me abraçar
mas meu rosto e corpo
são feitos de areia mágica
e eles explodem em cores
quando tocados de perto
são gritos de desespero
risadas e sonhos
supernovas

sou estrela em morte constante
distante
no espaço inexpressivo:
inconsciente que guardo.

tu te juntas a mim
e de repente somos pó
dançamos pelo vácuo
uma valsa vaga e desastrada

cada partícula do nosso corpo
está livre