[Parte II] Guia de sobrevivência de Trabalho Remoto
Tássia Spinelli de Lima
182

Oi Tássia, como vão as coisas? e o Rafael, como está? Trabalhei de Freela por 5 anos, interrompi essa empreitada para ser CTO de uma empresa mobile, a idéia era fazer diferente, nem precisa contar, mas isso não foi concluído, como você fala em seu primeiro texto, é muita maquiagem para se trabalhar dentro de um escritório, hehehehe, depois de quase 3 anos estou de volta nesse mundo remoto, fiz entrevista ontem na toptal, mas não passei, preciso melhorar muito meu inglês, acho que esse é o caminho, ter uma canto bem escolhido em casa e dar o nosso melhor, seus textos estão bem legais, sucesso!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.