Traços

Essas são linhas pra quem já não coube em si
Não conseguiu se segurar
E não soube como reagir
Ao superar uma dor que parecia não passar

Essas são pra quem morava ali
Onde o coração travava ao pensar
Que poderia haver alguém aqui 
Que ficasse sem precisar ficar

Já essas poderiam ser tortas
Como a fumaça que sobe
Quando digo que sei
Que o destino é incerto
Mas creio que seja experto 
E me traga os tragos de você 
Principalmente os que não traguei

As finais são pra já sair daqui
Sem um tom de choro na voz
Para sentir a liberdade fluir
Para ser o agora sem pensar no depois
Para ser o que sempre quisemos
Para ser só sermos só, nós dois…

O que o João Dória deveria estar fazendo.
Like what you read? Give Fabrício Martins a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.