Inteligência Artificial: o que muda com o seu avanço? — Parte 1

Com a recente explosão na AI — ou Inteligência Artificial — cresceu o compreensível receio acerca de seu potencial impacto no trabalho humano. Muitas pessoas tentaram prever que indústrias e empregos serão os mais afetados, e quais serão as novas habilidades a serem demandadas pelo mercado de trabalho (deveria você aprender a programar? Ou a AI irá substituir programadores também?)

Ao invés de tentar prever essas coisas, nós sugerimos uma abordagem diferente. A Teoria Econômica sugere que a Inteligência Artificial irá substancialmente elevar o valor do julgamento humano. Pessoas que possuem uma boa capacidade de julgamento serão mais valiosas, não menos.

O que a AI faz e o porquê ela é útil

Os avanços recentes na AI são bastante reconhecidos internacionalmente como uma redução no custo da predição. Por predição não estamos querendo dizer apenas o futuro — predição é usar dados que você tem para gerar dados que você não tem, geralmente traduzindo uma grande quantidade de dados em quantidades menores e gerenciáveis. Por exemplo, usar imagens divididas por partes para detectar que se uma imagem tem ou não um rosto humano é um problema clássico da predição. A Teoria Econômica diz que, enquanto o custo da predição automática cair, as máquinas farão mais e mais predições.

A predição é útil porque ajuda a melhorar decisões. Mas isso não é a única coisa que se leva em conta no momento de uma tomada de decisão. Outra coisa importantíssima para se tomar uma decisão acertada é a capacidade de bom julgamento. Pense no exemplo de uma rede de cartão de crédito decidindo se aprova ou não cada tentativa de transação. Eles querem garantir que transações legítimas passem, e que transações fraudulentas sejam bloqueadas. Eles utilizam de Inteligência Artificial para prever se cada tentativa de transação é válida ou não. Se essas predições fossem perfeitas, o processo de decisão dessa rede seria muito simples: bloqueie uma transação única e exclusivamente em caso de fraude.

Contudo, até mesmo as melhores AIs erram, e isso dificilmente vai deixar de acontecer tão rápido. As pessoas que controlam as redes de cartão de crédito conhecem e sabem por experiência que é difícil detectar cada caso de fraude e evitar inconveniências ao usuário. Quem nunca teve uma compra no cartão de crédito negada enquanto estava em viagem, por exemplo? E como a conveniência é justamente o “peixe vendido” pelas redes de cartão de crédito, isso não é algo que possa ser simplesmente ignorado.

Isso significa que as redes de cartão de crédito precisam saber o custo dos erros de suas predições. O quão ruim seria rejeitar uma transação legítima? O quão ruim seria aprovar uma transação fraudulenta?

Leitura recomendada: Inteligência artificial poderá lhe substituir. Mas isso é bom
O que é um bom julgamento?

Alguém nessa rede de cartão de crédito precisa entender como a organização inteira é afetada quando uma transação fraudulenta é aprovada. E essa pessoa precisa então comparar como essa mesma organização inteira é afetada quando uma transação legítima é bloqueada. E esse impacto pode ser de um jeito quando estamos lidando com um usuário do cartão de crédito que tenha uma renda altíssima, e de outro jeito quando estamos lidando com usuários de baixa renda. Nenhuma Inteligência Artificial pode decidir isso. Isso é decidido por humanos. Isso é o bom julgamento.

“Julgamento” é o processo de determinar qual é a recompensa para uma ação em um ambiente em particular. Julgamento é como nós avaliamos os benefícios e os custos de diferentes decisões em nossas vidas, em diferentes situações.

Fraudes em cartão de crédito é uma decisão fácil de se explicar nesse contexto. Julgamento envolve determinar quanto dinheiro se perde em uma transação fraudulenta, quanto o cliente vai ficar infeliz quando uma transação legítima é bloqueada, bem como a recompensa de se fazer a coisa certa e permitir transações legítimas e bloquear transações fraudulentas. Em muitas situações, essas análises são bastante complexas, e as consequências não tão claras assim. Humanos aprendem com essas consequências através da experiência, tomando decisões e observando seus próprios erros.

No próximo post, continuaremos a tratar desse assunto e mostrar a vocês quais são os impactos que a Inteligência Artificial traz para nossa sociedade como um todo.;)