“São os mais velhos que ensinam como viver em nosso território”

Apresentação dos Aimas do Rio Içana. Foto: Julina Lins/ISA

Se você não respeita o conhecedor, você não está respeitando seu território; se você não consulta o conhecedor, você não sabe manejar seus recursos e a natureza.

Edgar Lima, presidente da AATIZOT. Foto Edilson Ramos
Graciele, Selma e Dulcilene: AIMAs do Rio Aiary. Foto: Juliana Lins/ISA
Conversas entre as agentes índigenas de manejo ambiental. Foto: Jairo Macuna/ISA

Imagens dos ciclos anuais

Os AIMAs do baixo Uaupés, onde as pesquisas sobre os ciclos anuais são mais recentes, fizeram jornadas de trabalho conjuntas com os pesquisadores do rio Tiquié, e assim esboçaram seu calendário anual
O calendário elaborado pelos AIMAs do rio Negro, residentes em comunidades próximas da cidade de São Gabriel da Cachoeira, mostra que um regime mais estável de pulso do rio, devido a sua dimensão e maior inércia. Essa extensão região apresenta uma diversidade de contextos socioambientais e também micro-climas
Calendário elaborado pelos AIMAs do médio Içana e Aiary, publicado na revista Aru 2
O calendário apresentado por Jairo Macuna, do rio Apapóris, destaca quatro períodos principais do ano, assim como aspectos dos rituais próprios a alguns deles.
Calendário do Alto Tiquié colombiano.
Os pesquisadores e desenhistas indígenas do rio Tiquié vem elaborando representações de calendários circulares há alguns anos, nas últimas versões, como essa, estão buscando reproduzir os fenômenos ambientais e sociais conforme estão passando ao longo do ano, a partir da leitura dos diários.

Gestão Territorial

Atualmente, 52 AIMAs fazem parte de uma rede de pesquisa e monitoramento ambiental e climático que se estende por regiões dos municípios de São Gabriel da Cachoeira, Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos.

Marivelton Barroso explicando a elaboração dos PGTAs. Foto: Natalia Pimenta/ISA
Mapa do território indígena e do parque nacional Yaigoje no rio Apapóris
Carlos Neri, no meio, durante apresentação dos AIMAs de Santa Isabel e Barcelos. Foto: Natália Pimenta/ISA
No encerramento, os moradores da comunidade, liderados pelo capitão Zeferino Namukura, realizaram um dabucuri para os visitantes. Foto: Plínio Marcos/PMAC

    Instituto Socioambiental

    Written by

    O ISA tem como foco central a defesa de bens e direitos sociais, coletivos e difusos relativos ao meio ambiente, ao patrimônio cultural e aos direitos dos povos

    Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
    Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
    Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade