MARCHA DAS VADIAS

texto: Aline Frazão / Fotografia: Sô Fotocoletivo
A Marcha das Vadias surgiu em 2011, depois que o policial — segurança de uma universidade em Toronto, no Canadá, disse “para as vadias se comportarem para não ser atacadas”. Ele se referia à onda de estupros que estava ocorrendo lá. As vadias eram as mulheres vítimas dos ataques. O caso indignou as mulheres, que criaram a Marcha das Vadias para denunciar a Cultura do Estupro. Ela existe, não adianta negar. Assim como o machismo, e precisa ser extinta. A pauta é das mais urgentes.

Daí em diante, em vários locais do mundo, as mulheres saem às ruas, todos os anos, na luta pelas pautas feministas. Em Belo Horizonte, a marcha aconteceu no dia 02 de julho.