Gerar mais tráfego para seu blog, especialmente se ele ainda está começando e ainda não tem um “público base”, com certeza não é uma tarefa fácil.

Mesmo com milhares de vídeos e artigos de “especialistas” no assunto te explicando “exatamente” o que deve ser feito, diariamente vemos uma infinidade de sites e blogs sendo abandonados por falta de tráfego ou, quando o tráfego existe, não conseguirem gerar renda com ele.

Na semana passada falamos por aqui como você pode ganhar dinheiro com o seu blog, mas quando o escrevemos deixamos de levar em consideração que o maior desafio das pessoas que têm blog é, na verdade, atrair visitantes.

E como pensar em ganhar dinheiro com seu blog se ele ainda não possui nem mesmo tráfego?

Pensando nisso, resolvemos listar aqui algumas ferramentas que podem te ajudar nessa jornada.

São ferramentas simples e — com exceção da última — gratuitas, que se usadas com criatividade e personalizada de acordo com sua estratégia de Inbound Marketing pode trazer ótimos resultados.

Quais ferramentas são essas?

1. Buffer

O Buffer é, de forma geral, um gerenciador de redes sociais.

Com ele você pode programar postagens em múltiplas redes sociais ao mesmo tempo, otimizar as imagens de acordo com a padronização de cada uma e várias outras funções que facilitam bastante a vida de quem trabalha com a gestão de redes sociais.

Mas de todas as funções que o Buffer oferece, a que mais gostamos sem dúvida é a forma como ele identifica o melhor horário para postar nas diferentes redes sociais, de acordo com os dados coletados pela própria ferramenta.

Aliás, se você ainda não se preocupa com qual horário as suas postagens são publicadas, deveria dar uma olhada neste infográfico da Hubspot, pois este detalhe influencia bastante o número de pessoas que visitam o seu blog.

2. Sniply

Descobrimos o Sniply há alguns meses e não demorou muito para que nos apaixonássemos por essa ferramenta genial, que cria pequenas chamadas para o seu blog e permite incorporá-las nos links externos que você compartilha nas suas redes sociais ou mesmo no conteúdo de seu blog.

A configuração e uso do Sniply é extremamente fácil e intuitivo. Tudo o que você precisa fazer é cadastrar, configurar seu Sniply (como eles chamam as chamadinhas) e colocar o link em que você quer inseri-lo.

Sem dúvidas o Sniply é um exemplo de inovação e excelente Experiência do Usuário.

3. Guest Posts

Apesar de não ser bem uma ferramenta, os guest posts são “postagem de convidado” que servem para divulgar a sua marca em outros blogs, em troca de conteúdo relevante para os mesmos.

Na prática, funciona mais ou menos assim:

Você tem um blog sobre moda e conhece um blog mais popular que o seu que também fala sobre moda. Então você entra em contato com o(a) proprietário(a) deste blog e pede para você escrever um artigo para eles.

Dessa forma todo mundo ganha. Você, que vai ter sua marca exposta à um público maior que o seu, e o outro blog, que vai ganhar um conteúdo de qualidade (sim, não adianta escrever qualquer coisa!) sem fazer esforço algum.

Além de expor sua marca, essa estratégia é excelente para construir backlinks, que te ajudarão a melhorar sua posição no Google e com o seu SEO.

4. Medium

O Medium é uma plataforma para escritores que se tornou extremamente popular no ano passado pela sua simplicidade e “despoluição visual”.

Como o número de usuários do Medium é bem grande, ter conteúdo seu por lá e direcionar as pessoas que gostarem dele para o seu site é uma boa ideia, e muitas empresas já sabem disso.

Vale ressaltar que os usuários do Medium procuram por conteúdos realmente úteis e são bastante exigentes com relação à escrita e estruturação do texto.

Portanto, se for usar essa estratégia de marketing de conteúdo, capriche!

5. Linkedin Pulse

O Linkedin Pulse funciona da mesma forma que o Medium, porém só permite que artigos sejam publicados por perfis pessoais e não de empresas.

As dicas do Medium vale para o Linkedin Pulse, mas cabe observar que o público do Linkedin é estritamente profissional, e por isso o uso do Linkedin Pulse não é uma opção para blogs de entretenimento, notícias, viagens ou assuntos que não se relacionam com o mundo corporativo.

6. Links Patrocinados

Links Patrocinados é o termo utilizado para descrever todos os tipos de anúncios que precisam de investimento financeiro, como o Google Adwords, Instagram Ads ou Facebook Ads.

Como são pagos, os Links Patrocinados fogem um pouco da realidade de muitos blogs e por isso, o que vale ressaltar aqui, é que o investimento neste tipo de anúncio deve ser feito de forma estratégica.

Tanto no Facebook Ads quanto no Google Adwords, não basta investir dinheiro para que os seus anúncios apareçam para várias pessoas.

São vários aspectos como orçamento, segmentação e timing que precisam ser levados em conta antes de investir qualquer dinheiro, e você pode saber mais sobre eles entrando em contato com a gente.

. . .

Este artigo foi originalmente publicado no blog do Profissas | Marketing Digital, clique aqui para ler mais artigos como este.