Afinal, vale a pena criar uma página no LinkedIn para sua empresa?

Se você acompanha o blog do Profissas, deve se lembrar que há duas semanas escrevemos um artigo sobre como o Linkedin — ao contrário do que muitas pessoas ainda pensam no Brasil — não serve apenas para caçar talentos ou procurar emprego.

Não leu esse artigo ainda? Leia agora mesmo e aprenda como criar uma página para sua empresa no Linkedin.

Também vimos que ele pode ser muito útil para expor informações sobre sua empresa para um público mais qualificado e que muitas vezes não está presente no Facebook.

Além disso, o Linkedin tem se provado a melhor rede social para atrair leads qualificados nos Estados Unidos.

Embora ainda não podermos falar o mesmo no Brasil, sempre é bom conhecer as ferramentas disponíveis, e quem sabe encontrar uma forma com a qual você e sua empresa pode se beneficiar com cada uma delas.

Nem toda ferramenta serve.

Por isso nossa intenção aqui não é convencer ninguém a investir tempo e/ou dinheiro no Linkedin. Temos experiência o suficiente para saber que nada é absoluto quando se fala de Marketing Digital ou Inbound Marketing.

Você ou sua equipe de gestão de mídias sociais podem dedicar mais esforços para estudar e administrar uma rede social extra? Como estão os resultados de suas companhas de Facebook Ads? E principalmente, será que o seu público está no Linkedin?

Essas são algumas das perguntas que um gestor deveria se fazer antes de tomar alguma decisão. O fato de todo o mundo estar fazendo isso (ou pelo menos estar dizendo para você fazer…) não significa que você vai ter os mesmos resultados.

Ok, mas como eu respondo essas perguntas?

Em primeiro lugar, é importantíssimo entender que o público do Linkedin é um público muito diferente do Facebook.

O pessoal do site Profissional de E-commerce criou um excelente infográfico explicando como o público do Linkedin se comporta. Vale a pena conferir!

Agora, se sua empresa é B2B (ou seja, presta serviços para outras empresas) ter uma página no Linkedin e incluí-lo na sua gestão de redes sociais pode ser uma boa ideia.

No entanto se o seu nicho de mercado é entretenimento para jovens que estão ainda no ensino médio, por exemplo, definitivamente essa estratégia não seria muito eficiente.

Além de dificilmente você conseguir atrair interesse deste tipo de público no Linkedin, existem opções muito mais eficientes como campanhas de Facebook Ads ou mesmo estratégias de Inbound Marketing.

Por isso aqui na Profissas, antes de qualquer coisa, nós temos muita preocupação em entender nossos clientes.

Não adianta criar o melhor conteúdo, ter a melhor gestão de redes sociais, planejar uma estratégia de Inbound Marketing perfeita ou ter milhões de reais para investir em Facebook Ads se você não está encaixando as coisas no lugar certo.

Até o Joãzinho sabe que pra conseguir construir algo, as peças têm que encaixar certinhas.

No próximo artigo dessa série sobre o Linkedin vamos ver quais são os melhores exemplos de empresas que têm usado a rede social para atrair leads e/ou consolidar suas marcas e, quem sabe, te ajudar a ter algumas ideias de como sua empresa também pode gerar mais resultados com o Linkedin.

Quer recebê-lo direto na sua caixa de entrada? Assine nossa lista de e-mails e iremos cuidar para que você receba todos os nossos conteúdos em primeira mão.

E não se preocupe, nós também odiamos spam! Vamos te enviar apenas o que for realmente relevante para seu negócio, ok? :)

Espero que te ver logo!

Like what you read? Give Profissas a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.