Como pensar fora da caixa e ganhar dinheiro com seu blog

Trabalhar com internet é uma coisa interessante. Quanto mais buscamos mais informações e novas ferramentas para melhorar nosso trabalho, mais nos damos conta do potencial que ela tem em mudar a vida das pessoas.

Talvez o maior exemplo disso seja a imensa quantidade de blogs que têm surgido nos últimos anos. Mesmo sendo impossível determinar um número exato, estima-se que atualmente já existam mais de 50 milhões de blogs — isso só nos Estados Unidos.

Isso significa que não vale mais a pena ter um blog porque a concorrência está absurda? Significa que ficou impossível ganhar dinheiro com blog? Que talvez fosse melhor você desistir de viver de forma independente e feliz?

Não. Nada disso.

Em primeiro lugar o fato de existir 50 milhões de blogs ou mais por aí não significa que você vai concorrer com todos eles. Afinal, se você escreve sobre política, o blog do seu vizinho sobre receitas do bolo dificilmente vai ter alguma influência sobre seus acessos.

Trabalhando com internet há alguns anos e acompanhando centenas de blogs sobre os mais variados assuntos, eu posso garantir, sem nenhum medo de errar, que pelo menos 90% dos blogs que existem hoje são — sendo bem generoso — de péssima qualidade.

E junto com essa avalanche de blogs sem qualidade, também surgem diversos “especialistas” dizendo que os blogs acabaram, que sua época de ouro passou as pessoas deveriam investir em X, Y ou Z.

Mas eu penso um pouco diferente.

Para mim o que faltou para os milhares de blogs que desapareçam durante este processo foi um coisa bem simples de falar, mas difícil de fazer: pensar fora da caixa.

Pensar fora da caixa talvez seja uma boa ideia

E como pensar fora da caixa quando o assunto é ganhar dinheiro com seu blog?

1. Esqueça banners, Google Adsense ou qualquer tipo de marketing agressivo

Você já ouviu falar em Inbound Marketing? Se não, eu recomendo muito este artigo que escrevemos há alguns meses atrás explicando o que isso significa.

Inbound Marketing

De forma geral, o Inbound Marketing é uma estratégia muito menos agressiva do que os métodos tradicionais de marketing. Seu principal objetivo é atrair clientes criando conteúdo relevante para ele, e não o agredindo com o máximo de publicidade possível.

Vamos ser sinceros, qual foi a última vez que você entrou num site para ler algo e clicou num daqueles banners que ficam no topo ou naquelas pop-ups chatas?

Pois é, ninguém mais quer ser incomodado com publicidade sem sentido.

Por isso ao invés de simplesmente encher o seu blog de publicidade e rezar para que alguém clique neles, se dedique a procurar produtos ou serviços que possam ser relacionados ao seu conteúdo.

Comece pesquisando por empresas nas quais você simpatize e que tenha algum produto que possa ser explorado por seu blog (também não adianta escrever sobre sabonete Dove num blog de Playstation 4, né?) e entre em contato direto com elas.

Explique como funciona o Inbound Marketing e como vocês dois podem trabalhar juntos. Se a empresa for boa, ela vai entender o valor e então ambos poderão fazer negócios juntos.

Sim, dá muito mais trabalho do que apenas jogar um código do Google Adsense no HTML do seu site.

Mas o que adianta ser fácil se não funciona?

2. Transforme visitantes em leitores

Algumas pessoas podem estar pensando que não existe diferença entre visitantes e leitores, mas existe sim, e eu vou te explicar qual é.

Visitantes são aquelas pessoas que “caem” no seu blog por algum motivo, seja por um compartilhamento no Facebook ou algum link externo que o levou até ali.

Ele pode não gostar do que viu, e simplesmente sair. Tudo bem, isso acontece e se você quer começar a encarar seu blog como negócio cedo ou tarde terá que aceitar que nem todo mundo vai gostar dele.

Mas e se gostar? Bem, neste caso, apenas confiar que ele vai lembrar do seu blog naquele domingo de manhã depois de uma semana puxada no trabalho, é ser bastante otimista.

“Como se chama aquele blog mesmo?”

Você precisa criar uma ligação logo de cara com quem gostou do seu blog. Existem algumas formas de fazer isso, mas de lomge a mais eficiente é pela coleta dos e-mails dessas pessoas.

Crie formulários de e-mail (newsletters) com o MailChimp — que é uma ferramenta gratuita e bem intuitiva para iniciantes — e então ofereça algum brinde para quem se inscrever nela.

O brinde pode ser um ebook, artigos exclusivos, consultoria, planilhas ou qualquer coisa que possa despertar o interesse do visitante.

Confesso que criar uma lista de e-mails e colocar formulários no seu site pode ser um pouco complicado para iniciantes, por isso recomendo este excelente artigo do site Viver de Blog que explica tudo o que você precisa saber sobre o tema.

E é claro, se tiver alguma dúvida, pode sempre entrar em contato com a gente pra trocar uma ideia! :)

3. Foque no engajamento, e não no número de visitas

Por muito tempo acreditou-se que curtidas no Facebook e acessos na página indicavam que as pessoas gostavam do seu blog.

Mas a verdade é que, se você deseja realmente ganhar dinheiro com seu blog e encará-lo como uma fonte de renda você precisa entender que números “bonitos” não fazem sentidos se a sua conta bancária continua negativa.

Por isso, invista parte do tempo que você gastaria divulgando o seu blog por tempo se engajamento com seus leitores mais próximos.

São eles que irão comprar seu produto, ou um produto que você indique.

Responda comentários no Facebook e no próprio blog (mesmo os comentários agressivos) e faça o máximo para agregar valor aos seus leitores.

Qual você prefere, mil visitas mensais sem nenhum venda ou cem visitas mensais com dez vendas?

. . .

Tem alguma dúvida sobre o que foi tratado neste artigo?

Recentemente escrevemos um ebook exclusivo que explica com muitos mais detalhes como desenvolver um site eficiente que realmente te ajuda a conquistar seus objetivos.

Para baixar o ebook gratuitamente é só clicar aqui, e se tiver alguma dúvida não deixe de entrar em contato com gente, beleza?

Nos vemos em breve. :)