O Graveton Sujo de Bigote Chega a SP

O produtor espanhol Dani Martins mescla uma sonoridade pesada com vídeos psicodélicos nas apresentações de seu projeto Caballito

“A musica latina foi uma casualidade, pura obra do acaso. Não tem nada de latino aqui em Granada. Então não era algo que eu estava correndo atrás. Mas desde 2010, é o que eu faço”

Foi assim que eu tomei o primeiro pedala da minha conversa com o produtor espanhol Dani Martin, 32, AKA Bigote Sucio. Imaginava que ele, vindo de Granada, província ao sul da Espanha que foi colonizada por árabes e é um dos berços do flamenco, teria alguma relação mais próxima com nossa musica latina. Mas não. Mas isso definitivamente não foi um problema pro Bigode Sujo (Sim, essa é a tradução).

Em Madrid existemalguns clubs e coletivos que estão tocando musica tropical. Já Granada tem só 200 mil habitantes, é quase impossivel organizar festas assim. Entao começamos a fazer algumas festas pequenas aqui e ali. Mas tirando isso, tenho que sair de Granada pra mostrar meu som. Estou feliz de ir pra São Paulo conhecer essa cena”

O DJ mais estrangeiro da segunda edição do Festival Sonido Tropico (o único não sudaka) só chegou aos beats latinos em 2010. Antes disso, discotecou Drum’n’Bass, House, Techno, e outros estilos que bombaram nos anos 2000. Até achar sua veia aberta latino-americana.

E como o gringo produziu desde então! Em seu Soundcloud, são 80 pedradas. Isso sem contar sua participação em coletâneas diversas, como no chileno Sello Regional, com a original Papaíto e o remix fodão de La Piragua, do Umoja.

Bigote é um camaleão das sonoridades latinas. Seu primeiro impulso foi o produtor chama de Graveton (um versão ainda mais bass e suja do Reggaeton. Lembra de “Dá me más gasssolina”?). Mas logo se aventurou pela cumbia colombiana, passando por suas variações mais andinas e místicas, sem perder sua pegada: Suja, pesada e (beeeem) desbocada. E ele não parou por ai.

A dupla Caballito se apresenta na Polônia

Normalmente, Bigote não se apresenta sozinho. Ele e o comparsa granadino Dj Grita formam a mezzo dupla mezzo selo Caballito. O objetivo do projeto é nao ter muito objetivo. O que der pra fazer, está valendo. O climão é do it yourself, e o resultado é foda.

O mais legal é o trabalho de doublemix som/vídeo que o produtor vem desenvolvendo para apresentações ao vivo. Trata-se de remixar tracks pensando já num videoclipe bizarrera pra ficar projetado na balada. Tipo esse remix maluco de Lady Lesshur — Mad Ting.

E com passagem comprada para o Brasil, Bigote não deixou barato e já mixou três funkeras sujas que vão te deixar de cabelo em pé. A melhor é esse mix BADASS de King Doudou, MC de Dancehall, com nosso parça MC Bin Laden. E tem o MC Brinquedo de fundo. Sério, tá foda.

Então segura a emoção que nessa sábado tem MUITO BIGOTE PRA TODO MUNDO SARRAR NA SONIDO TRÓPICO !!!

Por Francisco Loureiro

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.