Consumo na Tecnologia

A tecnologia chegou com uma geração de alternativa boa de comunicação. A tecnologia revolucionou o nosso século. Inovou maneiras de falar, aproximou as pessoas de outros países, nos deparou com mais conteúdo sobre o que acontece nos outros lugares. A tecnologia veio como uma nova ferramenta de trabalho, gerou novos empregos. O mundo se expandiu por conta da tecnologia, a tecnologia nos deu acesso ao inacessível. A tecnologia mudou também nossos valores. criou a necessidade de termos para mostrarmos o que temos, de querermos dizer o que estamos vivenciando, de ter que ser melhor que o outro em algo. Criou uma urgência em nós de querermos tudo sempre logo. O consumismo aumentou gerando desperdício. Nos tornamos urgentes. Queremos o último lançamento de tudo. E assim cada vez mais aumentamos a necessidade não de viver bem mas de mostrar bem o que tem.

Essa nova era da tecnologia teve seus pontos positivos, que claro, gerou uma melhoria e praticidade para o viver, mas tem seu lado pesado e negativo. As vendas e as produções não tem sido honestas. Hoje a preocupação maior é com a aparência do que com a durabilidade, e o mercado usa isso a seu favor colocando todos nós uns contra os outros, gerando desordens e inveja em quem não tem condições de ter. O mercado cria necessidade de termos tudo sempre novo e atual, somos impulsionados e convencidos de que precisamos daquilo. Com isso o meio ambiente sofre, pois se mais matérias primas são geradas, mas lixos são gerados, e cada vez mais o ser humano se torna menos consciente do cuidado que precisamos ter com o meio ambiente. A tecnologia hipnotizou todos para uma realidade totalmente digital, totalmente automática, totalmente pronta. E com o aumento das mudanças tecnológica, as marcas tem sido completamente tratadas e vistas como deuses, como reis da verdade, como solução para a humanidade, quando na verdade está gerando algo muito ruim, está gerando afastamento de humanização, está gerando mais violência e desentendimento entre as pessoas, está gerando consumismo. O consumismo não é algo saudável. Consumir é algo que todos fazem, mas consumir demais é o problema, e a tecnologia está criando a necessidade de consumirmos toda hora sem necessidade alguma. Em meio a isso tudo existem pessoas que têm repensado sobre o consumo, criando alternativas para começar a solucionar o problema do consumismo, criando ecovilas com trabalho voluntário em equipe, produtos criados em um próprio bairro valorizando coisas criadas na cidade e não somente produtos exportados. Criando Lojas que consertam produtos que dão defeito, incentivando o uso mais longo do produto e não tendo algo descartável pra comprar todo dia um novo e diferente. Então temos o lado extremo e complicado do consumismo e temos o lado das pessoas que já perceberam isso tudo e estão conscientizando as outras para uma melhoria de vida em sociedade. Estamos em uma geração doente por consumo, tecnologia, e cheia de crises existenciais por quererem sempre mais.

Com tudo isso espero que a sociedade melhore e comece a perceber que precisamos nos posicionar diante de tanto avanço, o avanço e a tecnologia são positivos, o mal uso delas que não é nada positivo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.