Apaixono-me

Cabelos ao vento, andado de lado, sorriso aveludado, mergulhar no mar. Apaixono-me diariamente. Por ti, por elas, por eles. Você, que sempre falou dos meus defeitos, não imagina que são justamente eles que me mantém perto o bastante. Consigo sentir o teu perfume, olha pra trás.

Te olho de longe e sinto teu beijo. Me deito na rede e sinto teu abraço. Apertado, beijo no pescoço. Mão na coxa e um sussurro. “Eu te amo”. E como amo. Te amar e ser amado. Ter te odiado e receber o mesmo. Sinceridade.

Nada faz muito sentido na gambiarra emocional em que me encontro. Teu rosto se confunde na multidão de sereias andando pela orla de Iracema. Os mergulhos e pulos da ponte me lembram teu acordar. Paz estranha essa que se apossou de mim querendo acabar com a distância.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.