Imóveis que respeitem o ambiente podem ter descontos no IPTU em SP

Em São Paulo, construir ou reformar atento à reutilização de resíduos como tijolo e madeira e praticar a coleta seletiva são critérios que poderão ajudar a obter descontos no IPTU. Essa é a ideia da Proposta de Lei do IPTU Verde que tramita na câmara municipal desde outubro do ano passado.

Foto: Reprodução

Se aprovada, a lei vai conceder um abatimento de 4%, 8% ou 12% no imposto de imóveis comerciais, residenciais e mistos. Isso vale para imóveis em construção ou aqueles que passam por obra de reforma ou ampliação. O incentivo será de oito anos.

Para conseguir o desconto, no entanto, o imóvel precisa ter uma certificação ambiental, que avalia se ele cumpre com as regras de obra sustentável. Adotar cuidados com a destinação adequada de resíduos é um dos critérios.

Outras características da obra como telhado verde, reaproveitamento de água, uso de energia solar e cuidados com o solo e a permeabilidade dele também contribuirão para a avaliação — que será feita por empresas credenciadas.

De acordo Prefeitura de São Paulo, que propôs a lei, o IPTU Verde vai beneficiar de 500 a 1.000 imóveis por ano.