3 dicas sobre pesquisa acadêmica

Se você está na universidade vai se deparar algum dia com um trabalho academico longo (talvez este momento já chegou pra você inclusive!!). Talvez seu curso exija de você um TCC ou algo semelhante pra pegar o canudo ao final de tudo. Dá um friozinho na barriga só de pensar? Imagine então encarar um projeto bem mais longo! Uma dissertação ou uma tese com mais de 250 páginas te parece razoável? Muitos não desejam isso pra si mesmos, mas tem doidos — tipo eu aqui haha — que se divertem (as vezes não haha) com essa tarefa.

Quero dar uma dica de como vencer o bloqueio mental. Todo mundo vai acabar chegando em um momento de escrever o trabalho onde parece que há um beco sem saída. Alerto que de fato este beco pode bem existir. Não é só coisa da nossa cabeça. O que fazer na hora que você não sabe mais pra onde ir com o trabalho? Todo mundo corre pro orientador e pede ajuda, isso é bem lógico e razoável de se fazer. Mas a experiência de muitos mostra que o orientador ou a orientadora acabam te dando mais este ou aquele(s muitos) livro(s) pra você "abrir" (ou seria melhor, confundir?) a mente. Pois bem, já que nem todas as pessoas aptas para orientar conseguem fazer a mágica de destravar nossas cabeças (e não é culpa do orientador que você não consegue sair dessa situação, ok?), então é preciso buscar ajuda em outros lugares.

Dica 1: Mostre seu trabalho para outros colegas de curso, para amigos que estejam fazendo trabalhos em áreas afins. Não é vergonha reconhecer que não você não está conseguindo ir adiante. Simplesmente peça ajuda! Se você não souber onde perguntar, que tal começar com a sua timeline no Facebook? Ou talvez em um grupo de discussão da sua área? Talvez seja hora de você sentar pra almoçar ou tomar café com alguém da faculdade que você não conversa tanto, mas que talvez possa te dar umas boas dicas.

Dica 2: Tenha paciência! Eu sei que o tempo é curto e eu lido sempre com isso. Mas que tal se estressar um pouco menos com isso, pegar outro livro, um filme, ir nadar, caminhar, pescar, jogar pedra no rio… sei lá! Vai fazer alguma coisa que você goste. Desligue 100% do trabalho por um ou dois dias. Sem medo. Sem culpa!

Dica 3: Agora com a cabeça fria, reuna as opiniões dos seus amigos e conhecidos. Pegue aqueles livros que a orientadora passou. Releia o que você já escreveu. Junte tudo e tente rabiscar algumas ideias. Clarei pra você mesmo: "onde quero chegar com isso tudo?", "Qual é a minha pergunta central neste trabalho?". Quando você tiver isso claro você vai conseguir novamente encaixar as muitas informações e leituras e prosseguir o trabalho.