Sangue às margens de um rio

(27 de novembro de 2008)


Um rio rubro a rugir rota abaixo…

Turbilhões de gritos e rosas vermelhas

As águas batem nas rochas em ritmo

Pétalas de rosas vermelhas inundam a margem

As pétalas inúmeras param no leito…

Cavaleiros imponentes e velozes param e olham

Seus fardos e suas roupas prateadas e brancas com fitas e bandeiras

Seus cabelos castanhos debaixo dos helmos de ferro

Olham as rosas inúteis e inertes.

Dependentes do fluxo e da força da gravidade

Do outro lado uma batalha ameaça surgir

Nuvens negras cerram o céu

Necromantes lilases lançam feitiços fluidos

E arqueiros entram na batalha só depois…

Lançam flechas que perfuram o tecido púrpura

— conta uma célula hematopoética


Imagem de Alexey Kashpersky, um artista ucraniano que mora e trabalha em Nova Iorque, NY (EUA). Alexey é membro da Associação de Ilustradores Médicos (Association of Medical Illustrators, USA).
Seu trabalho está divulgado aqui:
http://kashpersky.com
E aqui:
http://on.be.net/1hiSHgP (Behance)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.