amor é uma lenda michael jackson toque não vai além do toque mas eu sou novata
sTA
61

depois da guerra entre as minhas lágrimas e o auto controle, eu sentei e começar a digitar textos pra acalmar minha cabeça.

A música entrou em cena quase imediatamente, já que sempre é coadjuvante desses momentos.

senti algo como um amor por ela, as ondas do meu pensamento seguiam o ritmo das ondas sonoras da musica e meu coração não seguia ritmo nenhum estava louco

Já senti isso antes

Hoje Schopenhauer tira minhas duvidas. Por alto, posso dizer que ele vê o mundo como vontade e representação (fenômenos).

Vontade é despropositada ou cega, é um grande surto de energia que está em todos os fenômenos naturais, em nossos atos conscientes de ter vontades. Não é deus, nem guiada por deus. É feita de nós e por nós.

.

É bonito o seu olhar nu de vontade, que eu nunca vi. O meu eu também nunca mostrei.

Não podemos ter todas as nossas vontades realizadas, sofremos (e como !). Mas Schopenhauer vem ao resgate, existem experiências que tornam a vida suportável, ele diz.

A ARTE.

Especialmente, a música, já que ela é uma cópia da vontade em si, um exemplo dado é:

Se ouvirmos uma sinfonia de Beethoven quando estivermos na disposição correta para isso, além de sermos estimulados emocionalmente, vislumbraremos a realidade como ela verdadeiramente é.

A música me faz chorar