Construção

Vira e mexe reviro a gaveta que guardo as lembranças que tenho de você. Já se passou tempo demais desde de que rompemos, e mais ainda que nos conhecemos.

Só que, agora consigo ver que você me conheceu, mas eu não te conheci. Eu conheci uma vertente sua, um protótipo do que você gostaria de ser mas não conseguiu seguir adiante. Todo mundo muda a todo momento, e algumas mudam por um tempo. A segunda opção acredito que foi o que aconteceu com você.

Não fomos capazes de segurar os pilares que nosso relacionamento se apoiava, e isso serviu para eu aprender que a construção deve ser mais longa para uma moradia mais agradável, seja para uma casa grande ou pequena. Nossa construção foi muito rápida, mal erguemos as paredes e já lotamos nossa casa de móveis. A estrutura não aguentou, arruinou, virou demolição.

Eu fui a baixo junto, e lá no subsolo entendi que precisava me erguer sozinha para depois ser capaz de erguer algo com alguém.

Acredito também que essa pessoa não irá surgir por enquanto, sinto minha construção ainda sendo feita, e vejo o teto bem longe de ficar pronto.

Estou em paz comigo tem um tempo, me descobri e me descubro todos os dias. Venho conhecendo, cruzando e me relacionando com pessoas incríveis, e essa chance eu não teria se não tivesse aprendido tanto. O caminho do autoconhecimento é sem fim, mas é importante não se deixar perder por nada, nem ninguém.