Mano, eu achei que eu era o único que teve trabalho com esses dois.
Mário Hungria
1

Oi, Mário! Então, estou parada no meio de Anna Karenina tem uns dois anos, e ainda não comecei Guerra e paz. Passei anos achando que Dostoiévski seria difícil, mas li Crime e castigo como um romance policial.

Acho importante a gente falar dessas dificuldades e aprendizados, porque assim vemos o quanto certos livros podem ser desafiantes, ou a leitura não flui num momento da vida e, pouco tempo depois, o mesmo livro vai numa boa.

Tenho uma lacuna na minha formação e só fui ler vários clássicos depois de terminar a faculdade — fiquei muito surpresa ao descobrir que o Balzac publicava a Comédia Humana no jornal como folhetim. Era o entretenimento popular da época, mas hoje muita gente não sabe disso e age como se ler um clássico fosse uma espécie de distinção. Tenho a sensação de que quanto mais a gente se abre sobre as leituras, mais conseguimos trocar. Da literatura ao livro trash pra distrair no ônibus.

Obrigada por dividir suas tentativas com Tolstói =)

abraço

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.