O pequeno grande herói

Ele era pequeno, de uma alegria e energia ímpar, lembro-me de quando o conheci, especialista em gritos de alegria e cambalhotas, fã de pipoca e super-heróis, gosto esse que aumentou exponencialmente depois que nos conhecemos.

Um dos seus super-poderes foi o uso de pequenas palavras, algo totalmente cabível para sua pouca idade mas que causava um grande impacto, logo depois você usou outro super poder que consistia em correr em minha direção equipado com um sorriso, braços abertos e um sonoro “tio”. Foi ali que minha espinha gelou e o meu coração desacelerou para traduzir esse golpe e depois voltou a bater freneticamente.

O meu contra-golpe consistia em basicamente te pegar no colo e te colocar nas nuvens enquanto estávamos extasiados um com o outro trocando sorrisos, havia um empate onde nós dois saíamos vencendo.

Cada encontro era um novo aprendizado, era um nova sensação, era um novo desafio, lembro-me certa vez que ouvi a seguinte frase de quando eu iria aguentar tudo isso, hoje eu poderia parafrasear com modificações o Capitão América dos cinemas: “Eu posso fazer isso o tempo que fosse necessário, seja de manhã, tarde ou a noite”.

Tu me ensinastes um pouco na prática a gerenciar crises, talvez eu conseguisse auxiliar a sua mãe bem as vezes, outras vezes eu nem acho que tão bem assim mas sempre amenizava o seu pranto e suas lágrimas.

Mas o maior aprendizado foi você ter me mostrado que eu posso cuidar de outros grandes heroizinhos como você, que sempre nos dão grandes golpes de ternura, alegria, esperança e surpresas e emoção que vocês sempre causam em nós a cada aprendizado.

Ainda que não tenhamos semelhanças biológicas nenhuma, o carinho, o afeto, e o respeito mútuo superaram isso tudo, até mesmo quando você ficou brincando de me chamar de “papai” e a mamãe lhe repreendeu dizendo que ele é seu tio apenas.

Se pudesse lhe dizer uma coisa hoje seria a seguinte: Eu teria orgulho de te chamar de meu filho.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.