não estamos conseguindo amar

Não amamos. Nem a nós e nem os outros.

Eu ontem, voltava cansado do trabalho num ônibus lotado e observava as pessoas, todo mundo com uma cara não-boa, olhar distante. Todo mundo ali não se notando e comecei a perceber que isso acontece o tempo todo — hoje aconteceu com você — , essa falta de amor com a vida do outro.

Não conseguimos amar. Não conseguimos, porque o que entendemos como amor não é nem a metade do que pode ser. A gente compra o que é amor e tenta se encaixar. Mas a gente não encaixa.

Não consigo amar, porque eu não controlo. Porque compro o ideal. Não amo, e o pouco que me amo, é fruto egoísta.

Notei, que a falta de amor é colocada também como força. Ter medo de amar, agora é força. Não amamos. Amar é errado. Desinteresse e desprezo, trabalhe em como ser malvado. Não amamos. Não amo porque os outros entendem o meu interesse como algo que não é bom. Amor.

Não conseguimos amar, porque ficamos acomodados. Aceitamos que não temos. Vivemos. Usamos. Trocamos. Não amamos. E as vezes que acreditamos em amar, erramos.