“Facebook não é lugar de negócios”

Semana passada, ao visitar um cliente pela segunda vez, ele me solta uma pérola comum na hora de apresentar o Marketing Digital:

“… pra mim as pessoas não estão no Facebook para comprar nada, lá é um lugar para diversão e não para vendas. “

É claro que também já pensei assim também. No meu primeiro cliente, na minha primeira campanha no Facebook Ads, eu imaginava que as pessoas não acessariam, até xingariam meu anúncio por atrapalhar suas discussões políticas na timeline.

Mas o que me aconteceu me surpreendeu: a primeira campanha foi um sucesso. O produto que eu anunciava tinha um ticket alto, algo com 6 dígitos e mesmo assim, essa estratégia conquistou muita gente interessada.

Isso foi há um ano.

Parece pouco, mas de lá pra cá o Facebook passou por muitas mudanças importantes que tornaram o anúncio mais caro e o alcance orgânico ainda menor.

Você sabe o que é alcance orgânico no Marketing Jurídico Digital? Acesse nosso post e confira.

O Facebook, como toda empresa de mercado, quer crescer e alguns ajustes forçaram os empresários a anunciar e gastar um pouco mais com isso.

O alcance orgânico, por exemplo, dentro de sua página diminuiu sensivelmente. Ou seja, sabe aquelas dezenas de fãs que curtiram sua página? Eles não servem para nada!

Se você pagou para curtirem sua página sem focar no seu público alvo, você apenas jogou dinheiro fora! O Facebook mudou as regras algumas vezes durante o ano, as mais importantes são:

  • Desde 21/04, a interação que você tem com amigos na rede social determinará sua timeline, ou seja, o Facebook selecionará os posts pra você. E o que isso muda? Você verá menos anúncios que tentam mostrar que “seu amigo curtiu isso”. O alcance viral não será mais tão viral assim…
  • A ferramenta passou a usar sua navegação e seus contatos no Instagram e Whatsapp para aproveitar para entender melhor seu comportamento e suas relações no mundo virtual.

E porque tudo isso?

A resposta está no relatório financeiro da rede social publicado na quarta-feira, 04/11/2015. O lucro do terceiro trimestre subiu 11%, chegando a US$ 891 milhões. Além disso, a rede social informou que a o número de usuários ativos chegou a 1,55 bilhão, com aumento de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Você tem idéia do que é 891 milhões de dólares? Com o dólar aproximadamente em 3,90, estamos falando de quase 3 bilhões de reais, que é o mesmo de um lucro de um Banco!

Outros números

Aproximadamente 1,01 bilhão de pessoas acessam o Facebook diariamente, o que representa um salto de 17% em 12 meses. O faturamento, obviamente, registrou crescimento, sendo que subiu 41% em comparação ao ano anterior, chegando a R$ 4,5 bilhões. A publicidade móvel corresponde a 78% dos ganhos no trimestre.

Ou seja, a publicidade móvel — celulares, tablets e outros dispositivos com acesso à rede social — é o maior responsável por esse faturamento gigantesco.

Fica claro que tem gente — muita gente — investindo em fazer negócios na plataforma.

Uma pergunta para encerrar:

Sua vez agora: você ainda acha que o Facebook não é lugar para negócios?

Vale a pena ficar fora dessa?


Marketing Digital

Se quiser sair na frente dos empresários da sua região, entre em contato conosco:
sudamar@candangodigital.com.br
(61) 9966–7075
http://www.candangodigital.com.br

Marketing Jurídico

Se você é advogado, também podemos te ajudar
contato@marketingjuridicolegal.com.br
(61) 9263–5705