Diário de Bordo

Trabalho de Laboratório de Engenharia de Software.

Tentarei resumir um pouco da minha experiência com o projeto, até o momento, que meu grupo e eu estamos desenvolvendo na disciplina de Laboratório de Engenharia de Software.

Certo dia, em sala de aula, o professor da disciplina nos sugeriu a escola de surf Moulin para ser o tema do nosso projeto. Claro, iríamos visitá-los e analisar as necessidades da escola para confirmamos a viabilidade do desenvolvimento do projeto. Tínhamos um segundo plano, mas no momento essa era a melhor idéia.

Em algum dia daquela semana, acordei muito cedo, acho que umas 4:30 pois moro em Vila Velha e a escola de surf fica localizada na Serra. Me encontrei com a Izabely no terminal de Jacaraípe e partimos para lá. Chegando lá, fomos muito bem recebidas pela Soerem Moulin e Juliano Moulin, que nos apresentou um pouco do projeto e falou da necessidade da escola em ter um sistema de informação que gerencia as atividades da escola e do projeto social que funciona de segunda a quinta. Saimos de lá, achando que desenvolveríamos algo para a escola e para o projeto social, porém, semanas depois, já próximo da entrega da primeira parte do trabalho, o professou nos alertou quanto ao desenvolvimento do sistema apenas para o projeto social e que desenvolveríamos não apenas para o moulin mas para a ONG que deu origem à varias pequenos projetos entre eles, o projeto na Onda do Futuro que funciona no Moulin. Enfim, a maior parte do escopo foi alterado, as telas alteradas e restando pouco tempo para entrega, ainda tinhamos um pontinha de esperança quando o prof disse que o nosso grupo teria mais tempo para a entrega. Essa esperança foi por água abaixo, quando soube, através da Izabely, que entregaríamos na mesma data de todos e que o nosso “tempo a mais” já não existia. OK, não tínhamos o que fazer, senão trabalhar duro e virar à noite.

Tivemos vários problemas com a primeira entrega, incluindo o que foi citado e o maior de todos, ao meu ver, e concordando com o que foi dito por Izabely em seu diário de bordo (ver diário de bordo), foi a dificuldade na comunicação com os integrantes do grupo. Nem parece que vivemos nos tempos de mensagens instantâneas devido a tamanha dificuldade e demora nas respostas. INCRÍVEL.IMPRESSIONANTE. Enfim, é claro que eu não respondia o tempo todo também, pois trabalho e tenho minhas inúmeras atividades além do IFES. Minha rotina é complicada, assim como de muitos alunos, mas pra vocês terem idéia trabalho em um setor de T.I de uma faculdade de 13:30 às 22:30 e estudo pela manhã no IFES. Moro em Vila Velha, Estudo na Serra e Trabalho em Vitória. Faço outras duas matérias, uma delas o TCC. Criatividade para escrever? Como, se vivo cansada? Durmo pouquíssimas horas por noite, ou seja, nem sempre estou disponível, porém, respondo as mensagens sempre que possível, e faço minha parte do trabalho depois das divisões de tarefas. Não só a minha parte né, porque a divisão das tarefas nem sempre é respeitada, infelizmente. Claro que não fui a que mais sofri com esse trabalho, até o momento, a que mais sofreu acho que vocês podem imaginar, pois a pessoa já foi citada em alguns momentos desde que comecei a escrever. Ainda bem que sou do grupo dela, pois sabe, nunca vi alguém que mais sabe distribuir tarefas, cobrar e cheia de proatividade igual a ela rs. Sério, não vou falar mais porque vai parecer que estou “puxando o saco”. Voltando para o assunto do trabalho,eu não havia trabalhado anteriormente com desenvolvimento web de fato, apesar de estar cursando as duas disciplinas ao mesmo tempo, Desenvolvimento Web e L.E.S, a matéria de web é menos corrida com o cronograma que a matéria de L.E.S. O que eu quero dizer é que, o conteúdo de web que eu deveria saber para me ajudar no trabalho de L.E.S, eu ainda não sabia muito, então exigia um esforço muito grande e a produtividade era menor, se comparado com quem já fez ou já sabe a matéria devido algum contato com o assunto através de estágio/trabalho. Entregamos a documentação, que por sinal sofremos ao editar no GitBook, pois não conseguíamos editar ao mesmo tempo com segurança. Também entregamos as telas e não apenas os protótipos, pois Izabely e eu criamos para a matéria de DW.

Na segunda entrega, fizemos algumas correções na documentação e erramos outras também . Ao querer comparar o trabalho com um grupo que havia tirado a melhor nota na primeira entrega, acabamos comentendo o mesmo erro deles rsrs. Detalhe, o tal tópico que quis fazer parecido com o do outro grupo, eu havia editado corretamente mas apaguei..que raiva de mim! Enfim, apesar de todo mundo reclamar de JSF, é o que estamos utilizando no nosso trabalho. É novo pra mim, estou aprendendo, e apesar de não ser muito amado, pra mim está sendo válido, pois é ínicio do meu contato com o desenvolvimento web de fato. Como já disse anteriormente, o que eu sei é pouco, então qualquer nova ferramenta que utilizo e aprendo, é de grande valia.

Nessas duas entregas realizadas, tivemos a experiência de um real contato com o cliente. Percebi, de fato, o quão difícil é entender o que o cliente quer, pois os requisitos do sistema, identificados no primeiro encontro, foram quase que completamente alterados e outros novos foram acrescentados. Isso já era de se imaginar, de tanto que foi falado nas aulas de análise e projeto, mas quando a gente sente na pele, dói mais rs.

Enfim, nas próximas entregas continuarei a desabafar e falarei do meu aprendizado com as ferramentas utilizadas durante o desenvolvimento do projeto.

Até mais!!!