Meu primeiro texto. Aqui pretendo escrever sobre tudo e também sobre nada. Eu escrevo muito sobre sentimentos, nada melhor do que começar a escrever sobre isso. Eu amo uma pessoa, amo muito. Essa pessoa, que vou chamar de G., é tudo para mim. Sabe quando tu já viveu toda uma vida e antes nada parecia se encaixar? Tu vivia uma insana procura para se conhecer, e durante anos fez coisas para tentar se encaixar. Se encaixar em grupos de amigos, se encaixar em namoros, se encaixar na tua própria vida. Depois que conheci G., minha vida mudou completamente, eu me encontrei. Encontrei minha felicidade, encontrei o que eu procurava, encontrei um caminho que eu precisava seguir. Mas ninguém entendeu meu amor por G., ninguém entendeu que G. é quem me mantém viva. Eu me sinto completamente perdida. Me sinto só. Sem G. eu não sei o que fazer, não sei como agir. É tão injusto não poder ficar com quem se ama, porque outras pessoas não entendem. Meu coração dói, meus olhos lacrimejam, minha mente não compreende. Eu só queria que o amor fosse maior do que qualquer outra coisa nesse mundo. Para que todos pudessem amar e serem amados. Eu preciso do amor de G., para poder sentir meu coração pulsando, para me sentir viva. Eu preciso do amor de G., para viver.

Com amor,

Tatai.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.