DESVIO OU FALTA DE FONTES DE CUSTEIO, QUAL O REAL MOTIVO
DO DÉFICIT DA SEGURIDADE SOCIAL?

Não são raras as vezes em que ouvimos os jornais noticiarem a deficiência da Seguridade Social. Todavia, necessário se faz analisar com maior profundidade as fontes de custeio da seguridade e o encaminhamento do valor advindo destas. É verdade que nem todas as contribuições são encaminhadas para os cofres da Seguridade Social e quem sofre as perdas destes desvios é a população brasileira, que muitas vezes é impedida de obter assistência às suas necessidades essenciais. Em contrapartida, o Estado, para justificar sua omissão em efetivar os direitos sociais, tem alegado a ausência de recursos orçamentários para tanto. Este artigo tem como objetivo principal afastar falsos paradigmas e trazer à tona alguns casos em que os recursos da seguridade foram destinados para projetos muito diversos do real objetivo.

http://media.wix.com/ugd/0243d2_75fbaa48b7d849f6b6f947c117b776a8.pdf