Às vezes não dá

Escrevo, porque preciso

Coloco tudo no lugar

Quando a mente se bagunça

É onde consigo arrumar

Um texto, um desenho, meu quarto

Farta dessas confusões

Do mundo como ele está

Sigo mascarando emoções

Fugindo desses falsos padrões

Like what you read? Give Taísa Almeida a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.