12 horas de depressão
Juliana Torres
475

Acho que o pior da depressão é que parece eterna. Vivi essa sua descrição duas vezes. Duas vezes em que achei que não tinha jeito, não ia sair desse vazio nunca mais. Não sei dizer exatamente como, mas saí. Parece impossível, mas passa. De vez em quando a depressão ainda me chama pra tomar um vinho, nem sempre resisto. Com o tempo aprendi a amar o cuidado (todo aquele self care que eu via como uma baboseira ridícula) e a ter o passado mais ou menos perto, só como aviso, nunca como predestinação. Parece impossível, mas fica mais fácil. Obrigada pelo texto, um abraço.