Eu fiquei me questionando, depois de ler o seu texto, o quanto de nossa identidade é imposto, ainda…
Samuel de Almeida
1

Essa uma questão complexa, né? Nós somos produto do meio, estou convicto disso. Levado ao limite, não temos livre arbítrio porque nossas decisões e escolhas frente às situações é resultado de como fomos formados. O que atrapalha esse processo é a complexidade e o caos do mundo, que impedem que tenhamos alguma chance real de previsão apurada. Isso tudo somado com a narrativa de permanência e continuidade que temos em nossas mentes nos faz achar que temos algum controle sobre o que acontece.

Mas na linha de só acreditar naquilo que é útil pra mim, eu tenho curiosidade de saber para onde essa vida leva, então faz muito sentido continuar vivendo e experimentando essa viagem mágica. (Esse parágrafo foi meio em resposta à pergunta que surgiu na minha cabeça: então por que viver?)

Like what you read? Give Tales Gubes a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.