O que você pode fazer em vez de reclamar

Domingo, dia vazio, nada para fazer. Fiquei amuado, nenhum dos meus amigos fez qualquer convite, minha perspectiva era ficar abandonado em casa pelo resto do dia enquanto o restante da humanidade aproveitava momentos de felicidade incalculável e indisponível. Ou espera…

Percebi que junto com a fome me estava crescendo uma frustração por não ser dono da minha própria situação. Por não ter controle sobre o que me acontecia.

Respirei fundo e, em vez de escrever um texto reclamador em alguma rede social, fiz o que me pareceu mais inteligente e estratégico: mandei mensagem para todas as pessoas que eu consegui pensar. Algumas responderam e eu tive um dia cheio de amigos presentes.

Isso seria possível se eu ficasse reclamando? Talvez se alguém se compadecesse de mim e lançasse um convite inesperado. Outro caminho, que fez mais sentido, foi eu mesmo abrir espaço e lançar convites. Deu certo, uma vez que eu soube o que queria.


Originally published at Tales Gubes.