Uma noite e o acaso

Ela... era daqui
Ele... era de lá
Ela... sentia a terra
Ele... sentia o ar
Ela... transmitia doçura
Ele... transmitia força
Ela... pensava no futuro
Ele... vivia o aqui e agora
Ela... estava resignificando sua filosofia
Ele... tinha como filosofia a liberdade
Ela... perguntava, mas porquê?
Ele... perguntava, mas porque não?
Ela... tinha a pele branca
Ele... tinha a pele marcada por histórias
Ela... gostava de homens interessantes
Ele... gostava de mulheres sem frescura
Ela conheceu ele.
Ele conheceu ela.
Os dois juntos, eram bons de papos furados e teorias intelectuais filosóficas, risadas rasas, irônicas e conversas profundas. Afinidades nos sons e visões, conexão nos olhos e no tato. Havia nesse encontro um "sei que" de aventura e fantasia... Envoltos pelas sensações, viveram-no na sua plenitude, sem preocupações de quanto duraria tal momento.. se um fim de semana apenas, um dia inteiro ou somente alguns minutos. Certo é que perderam a hora ... e o juízo... Se entregaram aos braços, abraços, ao momento e aos prazeres proporcionado por aquele acaso.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.