Só(r)riso

Em um inusual lugar cheio de árvores eu estava. Não lembro o que tinha ido fazer la ,mas eu sentia um ar de paz que não me permitia ir embora.

Cheguei em uma lagoa e meu subconsciente me avisou de que algo iria acontecer agora.De canto de olho te vi passar , você parou de pé . Não falei nada , nem você.

Você sorriu e quase instantaneamente, sorri de volta. Você não sentou e nem se moveu. Os segundos se tornaram minutos e então se tornaram horas . Eu sorri e quase instantaneamente você sorriu de volta. Então eu ri. Ri e sorri , sorri e ri e aquela vontade de dar risada parecia não ter fim. No curto espaço tempo que tive entre o respirar e o rir , te vi. Você sorria e ria , ria e sorria como se não tivesse fim .

Respirei uma. Duas .Três. Parei. Parou.

Silêncio pairava sobre nós . O sol estava laranja , o lago um espelho, as vozes longe que antes escutávamos começavam a se aquietar. Levantei. Não me movi. Você olhou . Eu olhei . Não havia mais segundos nem minutos nem horas entre nossos olhos .Havia apenas eu e então havia você. Silêncio. por todos os cantos . Guardei aquele momento como uma fotografia.

Sorri e você riu e então sorriu e eu ri .

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.