Quando ela chega

Parecia tudo tão claro ontem. E o todo é sempre tão bagunçado. O que incomoda não é o apagão que se tornou, é essa imensidão de pequenas coisas que fazem parte dessa bagunça. É curioso como o dia depois, amanhece tão cinza e triste. E nessa noite, olhei pela janela uma pequena estrela encoberta por uma dessas nuvens turvas que se tornam as pessoas (algumas), e quando seu brilho ofuscava meus olhos, apareceram mais duas, em perfeito alinhamento. Era como se alguma coisa tivesse se encaixado ali (na mente).

Não é a noite em si. É o silêncio que ela traz.

Essa maneira de dizer está tudo em perfeita sintonia, que cada escolha que fazemos irá nos levar a algum lugar, e terá o perfeito alinhamento com o que precisamos. O jeito meio lindo de dizer: “está tudo bem, eu cheguei”, apenas com três pequenos pontos brilhantes e sua infinidade.

E ainda há quem prefere o dia…

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Tatau Machado’s story.